Candidatura para UNESCO será debatida em Cachoeira

Fundação Hansen Bahia, sede da entidade em Cachoeira.
Fundação Hansen Bahia, sede da entidade em Cachoeira.
Fundação Hansen Bahia, sede da entidade em Cachoeira.
Fundação Hansen Bahia, sede da entidade em Cachoeira.

Durante dois dias, Secretaria de Cultura do Estado mobiliza sociedade local e especialistas sobre a candidatura do “Itinerário do Rio Paraguaçu” como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Nos dias 15 e 16 de junho de 2009, no auditório da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), representantes da sociedade civil, governo e especialistas irão discutir a proposta de transformar o “Itinerário do Rio Paraguaçu”, que abarca diversos municípios baianos, dentre eles as cidades históricas de São Felix, Cachoeira e Maragogipe, em Patrimônio Cultural da Humanidade.

O conceito de Itinerário Cultural se refere aos caminhos que exerceram influência cultural mediante o contato de culturas diferentes em determinada região. As crenças, celebrações, os costumes, a música, as manifestações religiosas e tradicionais, os modos de vida e até os sistemas produtivos são parte do legado imaterial desse itinerário cultural.

 Esse título representa uma mudança qualitativa na noção de conservação do patrimônio. Para os especialistas, a partir do novo conceito, a amplitude territorial e a integridade cultural permitem ampliar a escala das vinculações entre povos, cidades, regiões e continente.

O evento, organizado pela Secretaria de Cultura do Estado com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), também vai discutir a proposta da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) de criar um Programa de Formação de Gestores em Educação Patrimonial e Ambiental nas cidades de Cachoeira e São Félix. O seminário busca, ainda, informar aos atores governamentais e a sociedade civil sobre os novos conceitos e procedimentos para apresentação de candidaturas à Unesco, e é fruto um compromisso firmado pelo governador Jaques Wagner com a região.

 O IPAC/Secult prepara, também, ações que serão anunciadas no próximo dia 25 de junho, data em que se realiza a transferência do Governo do estado para a cidade de Cachoeira, já comemorando as lutas de Independência da Bahia. Dentre as ações previstas, estão a notificação pública para início da pesquisa que fundamentará o registro do cortejo e festividade de Nossa Senhora da Boa Morte como Patrimônio da Bahia, o convênio entre Ipac/Secult e UFRB para cursos de Educação Patrimonial com 50 alunos da rede pública de ensino com 10 monitores da universidade e uma exposição na ponte D. Pedro II com fotos das duas cidades.

O seminário é aberto ao público. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no local do evento, no dia 15, a partir das 8h30.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Seminário Itinerário Cultural do Rio Paraguaçu

15/06 – Segunda-feira

8h30 – Credenciamento

9h30 – Boas-vindas

10h às 12h – Mesa de Abertura

12h às 14h – Intervalo Almoço

14h30 às 17h – Mesa I: “Mudanças de paradigmas no reconhecimento de salvaguardas nos âmbitos local, nacional e internacional”

16/06 – Terça-feira

9h às 12h – Mesa II: “Salvaguardas do Patrimônio cultural, material e imaterial”

12h às 14h – Intervalo Almoço

14h30 às 16h30 – Mesa III: “Educação Patrimonial” / “Potencialidades turísticas no “Itinerário Cultural do Rio Paraguaçu”

17h – Encerramento

Serviço

Seminário Itinerário Cultural do Rio Paraguaçu

DATAS: 15 e 16/06/2009, a partir das 8h30

LOCAL: Auditório da UFRB – Quarteirão Leite Alves, Cachoeira-BA

Aerto ao público

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]