Leitores RSS baseados em computador versus o agregador Goolge Reader

RSS é um subconjunto de "dialetos" XML que servem para agregar conteúdo ou "Web syndication", podendo ser acessado mediante programas ou sites agregadores. A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscreverem em sites que fornecem "feeds" RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o utilizador pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.
RSS é um subconjunto de "dialetos" XML que servem para agregar conteúdo ou "Web syndication", podendo ser acessado mediante programas ou sites agregadores. A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscreverem em sites que fornecem "feeds" RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o utilizador pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.
RSS é um subconjunto de "dialetos" XML que servem para agregar conteúdo ou "Web syndication", podendo ser acessado mediante programas ou sites agregadores. A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscreverem em sites que fornecem "feeds" RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o utilizador pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.
RSS é um subconjunto de “dialetos” XML que servem para agregar conteúdo ou “Web syndication”, podendo ser acessado mediante programas ou sites agregadores. A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscreverem em sites que fornecem “feeds” RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o utilizador pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.

O artigo ‘Leitores RSS baseados em computador versus o agregador Goolge Reader’ busca conceituar XML e avaliar comparativamente o leitor RSS utilizado em sistemas implantados no computador com o agregador online Google Reader.

Os leitores ou agregadores de RSS (Real Simple Syndication ou Distribuição Realmente Simples) tem por finalidade disponibilizar de forma sintética e automática o conteúdo de sites, sendo estes de notícias de veículos de comunicação ou notícias de sítios que tenham outra finalidade, como vender músicas, etc. Para isto é necessário que ele tenha um código RSS instalado, que copiado de uma página especifica onde estão listados, ou mais comumente, da barra de endereços do navegador, poderá ser inserido em leitores online de RSS (Google Reader, Origo, Bloglines,  Netvibes e Pageflakes) ou em leitores que podem ser instalados diretamente no sistema operacional do computador, a exemplo do RSS Owl e FeedReader.

Existem outras opções de leitura de RSS. Através dos próprios navegadores para Web com a opção inscrição no Feed, ou, por sistema de e-mail on-line, a exemplo do Windows Live Mail. Um novo sistema tem ganhado espaço na Web. A tecnologia Atom é considerada com a evolução do RSS, e tem se constituído em mais uma opção de distribuição automática de conteúdos. Ela utiliza o mesmo sistema tecnológico do RSS, que é baseado em XML.

O sistema RSS disponibiliza para o internauta: título da notícia, breve resumo, data da postagem e autor. A maioria dos agregadores possui interfaces amigáveis, elas disponibilizam um sistema de configuração com as opções de apresentação do RSS. É importante notar que, as notícias em formato RSS geram um hiperlink (ligações) com a página em que se origina a informação.

Avaliação: KlpiFolio x Google Reader

Realizei uma avaliação prática/teórica de dois sistemas de leitura, o KlipFolio 5.0.1 (agregador instalado em computadores) e o Google Reader (agregador online de RSS). Ambos cumprem a missão de coletar a síntese das notícias dos sites previamente indicados, além de sugerirem alguns sítios.

O KlipFolio possuí interface amigável, é um microblog que roda a partir do computador, com opções para o Flickr, YouTubeo e Google Notícias, além de receber qualquer tipo de inscrição de arquivo XML (RSS ou Atom). O design é moderno, agradável e personalizável. Ao ser minimizado ele gera um ícone na barra de programas em execução do sistema operacional.

O Google Reader possuí uma interface mais simples, funciona como uma página da Web, porém tem a vantagem de ser baseando na Computação nas Nuvens (Cloud Computing), não é necessário que o sistema seja instalado no computador, conseqüentemente, os updates são automáticos e o usuário não utiliza o espaço do HD em seu computador. Outra vantagem é a interação e a redistribuição dos conteúdos listados para outros sites, além da integração com e-mails pessoais. Para o uso jornalístico, a simplicidade do Google Reader leva a uma leitura mais confortável. Lamentavelmente as opções de configuração de exibição ainda são muito restritas.

Conclusão

Ambos os sistemas cumprem satisfatoriamente ao que se propõem. Carregar de forma automática os arquivos XML listados pelo usuário. Para o jornalista é uma importante ferramenta de atualização sobre os conteúdos que ele habitualmente busca na Web. Porém, deve o profissional de comunicação, ter o cuidado em não se limitar apenas aos conteúdos que ele próprio elencou como importantes. É necessário manter as tradicionais ferramentas de produção da informação: contato com fontes, trocas de informações com colegas, visitas a eventos onde se reúnem profissionais de diversas áreas, observar os debates que ocorrem na comunidade onde vive e os reflexos nas políticas públicas e principalmente, checagem da informação publicada por terceiros.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9605 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).