Grupo planejava invadir a Prefeitura de Feira de Santana, diz nota do Governo Pimenta

Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.
Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.
Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.
Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.
Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.
Membros da comunidade avançam sobre o carro oficial da Prefeitura de Feira de Santana.

Em nota, a gestão do prefeito Tarcízio Pimenta (DEM), rechaça atos de violência e possível tentativa de invadir a sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Confira ‘Nota oficial sobre a agressão sofrida pelo prefeito Tarcízio Pimenta’

A política-partidária e sua conseqüente e salutar disputa ideológica nunca tiveram registros de violência em Feira de Santana, a não ser quando o Brasil viveu o período da ditadura militar. O Município sempre teve grandes lideranças políticas e acirrados embates, porém o povo pacífico desta terra sempre respeitou as regras do jogo democrático e a civilidade sempre está presente nas relações entre aqueles que vivem a vida pública.

A história da Feira de Santana, portanto, não há de tolerar jamais uma agressão como a que foi vítima, nesta quinta-feira, o prefeito Tarcízio Pimenta, principalmente porque foi protagonizada por um minúsculo grupo que tenta se passar por representante da categoria estudantil, mas cujo preparo está bem distante daqueles que têm a capacidade de usar a força dos argumentos, o poder da persuasão para encaminhar e defender suas aspirações.

O comportamento do grupo não pode ser considerado nem um pouco como um gesto de cidadania, como uma defesa de interesses comunitários, mas sim como uma atitude que envergonha o município, agride os mais básicos princípios das relações humanas e destoa completamente do que poderia ser uma autêntica manifestação de estudantes, centrada num comportamento exemplar de uma categoria que prima pelo preparo intelectual e não por iniciativas violentas.

Há ainda um grande agravante: informações colhidas pelo governo municipal revelam que, na realidade, a intenção do grupo era invadir a prefeitura e fazer o prefeito refém dentro do prédio. Mas como algumas medidas preventivas foram adotadas e o plano frustrado, eles, desesperadamente, partiram para a lamentável atitude de atacar o prefeito Tarcízio Pimenta na rua.

A Feira de Santana não aceita mais esse tipo de atitude.

A sociedade já não aguenta mais qualquer tipo de violência.

Governo Municipal de Feira de Santana.

Estudantes realizam manifestação contra o prefeito Tarcízio Pimenta

O carro oficial que conduzia o prefeito Tarcízio Pimenta ficou quase uma hora cercado por um grupo de estudantes numa manifestação promovida, no final da tarde desta quinta-feira, na Avenida Getúlio Vargas, trecho da praça Gilson Pereira. Eles externaram o seu descontentamento principalmente com a atitude adotada pelo prefeito com relação ao aumento da taxa do transporte coletivo. O prefeito poderia ter anulado o aumento abusivo, mas optou pela omissão.

Durante todo o tempo, Pimenta se manteve  dentro do veículo, mas lamentou os exageros na manifestação. Procurando fazer uma média com a classe, ele adiantou que os  agressores não foram os estudantes, mas  pessoas ligadas a diversos movimentos político-partidários. Generalizou na observação  dos fatos por desconhecer a existência dos mesmos. Estes são os frutos colhidos  pelos políticos quando vão de encontro aos interesses da coletividade.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108659 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]