Escola estadual em Ruy Barbosa suspende atividades após notificação da Vigilância Sanitária

Logomarca do Jornal Grande Bahia..
Logomarca do Jornal Grande Bahia..

A Vigilância Sanitária da Prefeitura de Ruy Barbosa determinou a interdição do Colégio Estadual Professor Magalhães Neto, no município, devido às péssimas condições em que o colégio se encontra, principalmente risco de desabamento do muro, além das condições insalubres dos sanitários destinados aos alunos. A denúncia foi recebida hoje pelo deputado João Carlos Bacelar (PTN), integrante da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviços Públicos da Assembléia.

Para evitar a interdição total do colégio, os professores estão sugerindo o bloqueio parcial do colégio e rodízio das aulas. “Até o momento, a Secretaria de Educação do Estado não se manifestou sobre as inúmeras reclamações enviadas pela direção da Escola sobre a situação local. Esta é a situação das escolas na Bahia e o descaso do governo Jaques Wagner com Educação que não é nem nunca foi prioridade”, afirmou Bacelar.

A inspeção da vigilância sanitária ocorreu em 5 de maio e a interdição ocorrerá amanhã, 15. Entretanto, ao tomarem conhecimento da interdição total da escola, os professores anteciparam o fechamento do pavilhão onde está situada a quadra, os sanitários e o campo de futebol, e as aulas passariam a ser ministrada em esquema de rodízio. Além desse fator, a direção informou que os servidores contratados em caráter emergencial, no início do ano letivo, para serviços de conservação, manutenção e limpeza, até hoje não receberam seus salários e devem ser dispensados. Não há previsão de pagamento desses servidores.

Hoje, a direção da escola promoveu hoje uma reunião para a qual convocou pais e alunos, professores, funcionários, juízes, promotores, o prefeito, a coordenadora de vigilância sanitária, representante da Direc 18 a fim de informar sobre a proposta de rodízio, e evitar a interdição total e mais prejuízos aos alunos. “Enquanto isso, a direção continua clamando à Secretaria de Educação para que atenda aos reclamos da direção e coloque a unidade para funcionar, sem expor alunos, professores e a sociedade em geral, aos riscos tanto físico, quanto dos alunos ficarem definitivamente sem estudar”, concluiu Bacelar.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111203 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]