Empresas ganham dinheiro com a má conservação das rodovias que cortam Feira

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Embora o processo licitatório tenha sido realizado, a obra de reforma das rodovias federais que cortam Feira de Santana e vão ser privatizadas, não foi iniciada ainda e nem mesmo se tem uma previsão de quando os serviços vão ser iniciados. A reclamação é do vereador Justiniano França preocupado com as más condições em que se encontram as BRs 116 Sul e 324.

Enquanto isso, diz o vereador, acidentes continuam acontecendo em grande múmero e ceifando vidas nestas estradas, onde o fluxo de veículo é intenso. “Por enquanto, não temos nenhuma manifestação do Governo Federal, através do DNIT, quanto ao início dessas obras”, observa.

Segundo ele, as empresas contratadas para fazer a recuperação das rodovias federais estão “se enchendo de dinheiro” com recapeamentos que não resolvem o problema. “Não sei qual é a fórmula. A empresa fez recentemente o serviço de recapeamento da Feira-Serrinha. Mas quem passa por ali, agora, vê que o serviço realizado não durou muito tempo. Alguém está ganhando muito com esse tipo de obra”, suspeita.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113753 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]