Dia Internacional dos Boinas-Azuis homenageia mulheres

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

A data, marcada neste 29 de maio, ressalta a contribuição feminina ao processo de criação de uma paz duradoura em países antes afetados por conflitos e guerras.

s Nações Unidas marcam nesta sexta-feira o Dia Internacional dos Boinas-Azuis, como são conhecidos os integrantes das forças de paz da organização.

Sob o tema, “Mulher em Forças de Paz: O Poder de Capacitar”, o dia destaca o papel feminino no processo de criação da paz em países que foram afetados por conflitos e guerras.

Uniforme

Segundo a ONU, cada vez mais mulheres estão se juntando às operações de paz como civis, militares e policiais.

A participação feminina nas missões atingiu 30% dos 110 mil funcionários em forças de paz.

Mas as mulheres em uniforme somam menos de 3% do total de boinas-azuis da organização.

O número é um pouco maior no contingente policial: 8% dos que servem em missões de paz da ONU são mulheres.

A funcionária da ONU, Tatiana Auguste, que participou da Missão da organização no Haiti, Minustah, falou sobre a diferença da presença feminina nas forças.

“Era impresisonante ver a contribuição das mulheres especialmente em nível militar. Tínhamos contingentes como o do Brasil, onde havia muitas mulheres. Uma delas, uma dentista, desempenhou um papel fenomenal junto às populações locais. Tem sido ótimo ver este desenvolvimento e este aumento de mulheres na área de consolidação da paz, que foi até recentemente um terreno dominado por homens. Fiquei feliz por poder fazer parte dessa história” disse.

O Dia Internacional dos Boinas-Azuis será marcado em todas as representações da ONU no mundo.

Roda de Capoeira

No Haiti, as comemorações foram realizadas um dia antes com música boliviana e uma roda de capoeira.

O coronel Gerson Pinheiro Gomes do Batalhão Brasileiro na Missão da ONU no Haiti, Minustah, disse à Rádio ONU, de Porto Príncipe, que o papel do boina-azul é uma experiência única para um militar.

“Além daquela grande honra que se tem de representar o nosso país, é uma experiência sui generis de trabalhar com gente de todo o mundo com o mesmo objetivo. É uma experiência de vida, trabalhar pela paz com gente de diversos povos, línguas e culturas. É uma experiência enriquecedora realmente”, afirmou.

Coroa de Flores

Em Nova York, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, e o subsecretário para Operações de Paz, Alan Le Roy, depositarão uma coroa de flores em memória dos 132 boinas-azuis que morreram no ano passado em serviço.

Desde o início das operações de paz há mais de 60 anos, mais de 2,5 mil soldados foram mortos em missões da ONU.

*Com informação da Rádio ONU.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108935 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]jornalgrandebahia.com.br.