Ampla reforma empreendida por Wagner vai gerar afastamento dos peemedebistas do governo

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Em Feira, a quem afirme que o primeiro a ser atingido pela reforma do governo será Moura Pinho (diretor da DIREC).

A política baiana há algum tempo vinha sendo cozinhada em fogo brando, mas entrou em estado de ebulição com a manchete de ontem da Tribuna da Bahia “Geddel admite que é candidato ao governo”, assinada pelo jornalista Janio Lopo. Nos bastidores, sabe-se que o governador Jaques Wagner abriu discussão do tema com seus principais auxiliares e já teria decidido anunciar até o próximo dia 20 de  uma profunda modificação no seu secretariado.

O que significa dizer que o governador com esta atitude vai provocar na prática uma ruptura aliança entre PT e PMDB. As duas secretarias ocupadas hoje pelo PMDB – Infraestrutura e Indústria e Comércio – teriam seu comando alterado para abrir espaço a outros parceiros políticos.

Há quem aposte que com esta tomada de atitude, o governo tem como objetivo atrair o PR e PDT, legendas que vêm sendo tratadas a banho-maria pelo Palácio de Ondina. Wagner agora estaria disposto a privilegiá-las, esvaziando assim qualquer possibilidade delas se coligarem com o PMDB  nas eleições de 2010.

A denominada superreforma administrativa realizada pelo governo, ela não atingirá exclusivamente os peemedebistas Batista Neves (Infraestrutura) e Rafael Amoedo (Indústria e Comércio). Secretários que não estão fazendo o dever de casa serão convidados a pedir o boné e voltar para suas ocupações de origem. Márcio Meireles, da Cultura, Jorge Solla, da Saúde e até a “estrangeira” Eva Chiavon fazem parte na lista negra do governador.

Outros nomes também são citados e entre eles, o do secretário de Segurança Pública, César Nunes e Educação Adaum Suam, além de Ronald Lobato, Planejamento. No caso de Feira de Santana, quem se encontra na corda-bamba é o diretor da DIREC Moura Pinho. Com esta ação administrativa, o governador estaria evitando deixar transparecer que está retaliando o PMDB baiano, já que estaria cortando na própria carne ao estender a superreforma aos seus  partidários.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115083 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.