A Igreja e as pesquisas embrionárias | Por Carlos Lima

A Igreja e as pesquisas embrionárias
A Igreja e as pesquisas embrionárias
A Igreja e as pesquisas embrionárias
A Igreja e as pesquisas embrionárias

A Igreja Católica assegura que as pesquisas com células embrionárias é uma forma disfarçada para a legalização do aborto. Segundo a ótica dos religiosos utilizar um embrião interfere no ciclo natural da vida humana, o que só é permitido a Deus. Em contra partida, temos a Ciência e a Medicina ratificando as vantagens das pesquisas com essas células, que, fundamentalmente, representam as esperanças para muitos tetraplégicos e de pessoas com deficiências degenerativas.

No meio de todo esse imbróglio encontramos uma incógnita aparentemente indecifrável: quando será que começa a vida? Quais garantias se tem sobre uma eventual afirmativa? Na realidade ainda não podemos fazer uma reflexão sobre este assunto. Uma pessoa é considerada morta quando ocorre a falência do sistema nervoso ou quando se dá a morte cerebral. A partir deste momento o indivíduo passa a viver mediante aos recursos de aparelhos.

Tomando como princípio a teoria de que não pode existir vida sem um cérebro em funcionamento pleno, é verdadeiro afirmar que um ser sem cérebro não possui vida, portanto ainda não é um ser em perfeito gozo da vida.

Será que para a Igreja é vontade de Deus que todos sofram? Não foi Ele que nos criou seres inteligentes, logo, com plenas condições de colocar em prática tal achado? Será que a igreja, desde tempos remotos, não já interferiu demais em assuntos que não são da sua alçada? A igreja estacionou no tempo e não evoluiu no desempenho de sua missão para com seus fieis.

Seus conceitos são ultrapassados e seus dogmas são arcaicos e não ajudam na evolução da humanidade. Pregam contra o aborto – que eu também sou contra quando não é clínico – contra o controle da natalidade, o uso de preservativo, a dissolução do casamento – divórcio – etc. E o que a igreja nos diz das atrocidades cometidas em épocas remotas como: A Santa Inquisição?

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106956 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]