Problemas no Curso de Medicina da UEFS levam estudantes à paralisação

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Os estudantes de medicina da UEFS (Universidade Estadual de Feira de Santana) irão promover na próxima quinta-feira (05/03/2009) atos políticos com o objetivo de chamar à responsabilidade das autoridades quanto aos graves problemas por que passa o curso de medicina da UEFS. De acordo com os diritgentes do DA de medicina, estes apontam como os pontos de demandas mais problemáticos: quadro reduzido de professores, faltam salas de aulas, além de um hospital universitário”.

Na quinta-feira pela manhã, eles farão uma mobilização no Campus da UEFS, à tarde em frente à Prefeitura de Santana. Na terça-feira (10/03) uma comissão de estudantes vai se dirigir para Salvador com o objetivo de apresentar as demandas do curso. Durante a sua estada na capital baiana, eles planejam visitar as Secretarias de Educação e de Saúde além da ALBA (Assembléia Legislativa do Estado da Bahia). “Temos cerca de 120 alunos dos diversos semestres envolvidos no processo de mobilização”, garantem os universitários.

Os estudantes do curso de medicina também pretendem ir ao Ministério Público para cobrarem uma ação mais enérgica por parte do governo, para que este segmento contribua para o reestruturamento do curso”. Para os universitários as deficiências do curso advêm da sua própria implantação “Por volta de 1997, foi determinado no estatuto da UEFS o quadro permanente de professores, criou-se um curso novo e não se reformulou o estatuto. A criação do curso foi uma decisão política que não se levou em consideração os aspectos técnicos necessários a criação do mesmo”, finaliza um dos dirigentes do movimento.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113673 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]