Prefeitos da APSB vão entregar carta ao governador Jaques Wagner

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

A Associação de Prefeitos do Sertão Baiano (APSB) se reuniu hoje dia 17 de março de 2009 na sede da UPB para discutir os problemas mais graves que atinge a região. Saúde, segurança pública, estradas e a Uneb em Ribeira do Pombal foram os temas mais discutidos entre os gestores da associação. Um documento será elaborado para ser entregue ao governador Jaques Wagner.

Na questão da saúde ficou determinado a reestruturação dos hospitais de Abaré, Paulo Afonso, Geremoabo e Ribeira do Pombal. Na temática da segurança pública os prefeitos estão preocupados com o avanço da violência na região e a falta de estrutura das polícias civil e militar, cidades que faltam delegados, a maioria não tem viatura e nem policiais suficientes para atender a demanda, principalmente a reestruturação da Companhia de Caatinga, criada há algum tempo através de reivindicação dessa associação e que hoje se encontra em situação quase de extinção.

Quanto as estradas, os prefeitos reivindicam a melhorias nas estradas BA-210 (Curaçá/Paulo Afonso), Cícero Dantas/Paraguaçu, incluir a BR 235 no PAC, estrada de Pedro Alexandre até divisa da BR 235, Pedro Alexandre/Santa Brígida, Heliópolis até a BR 110, ligação da BR 110 a Novo Triunfo. O objetivo do trabalho de recuperação dessas estradas está relacionado à necessidade de facilitar o escoamento da produção agrícola e o deslocamento das pessoas que residem nas localidades distantes da sede do município.

O tema da Uneb também foi discutido. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) foi criada desde a época do governo João Durval e até hoje não foi instalada na cidade de Ribeira do Pombal. Foram instalados universidades em todos os municípios pólos, menos Pombal. Os prefeitos reivindicam essa instituição na região.

QUEDA DO FPM – O prefeito de Abaré, Delísio Oliveira da Silva solicitou ao presidente da UPB que fosse realizado uma assembléia geral para discutir as quedas constantes com relação ao FPM. Segundo ele, quando quebra um banco ou outra instituição o Governo Federal sempre chega para salvar. Quando a questão é redução dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios e de ICMS ninguém salva os municípios. “O municipalismo baiano precisa tomar uma decisão em relação a queda da arrecadação”, disse enfático. A crise econômica foi muito debatido entre os gestores.

Os prefeitos solicitam ainda perfuração de poços artesianos e dessalinizadores, uma vez que quase todos os municípios da região estão com problema de estiagem. Para a próxima reunião da associação o tema já foi definido: consórcio intermunicipal para melhorias de estradas vicinais e os resíduos sólidos.

A Associação dos Prefeitos do Serão Baiano é formada por 22 cidades situadas no sertão do nordeste do estado, entre elas Abaré, Adustina, Antas, Banzaê, Cipó, Paripiranga, e tem debatido e buscado soluções a respeito de problemas comuns à região como estradas, seca, segurança, projetos viáveis de aproveitamento das águas do São Francisco, dentre outras. A entidade foi criada em março de 2001.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112929 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]