Coluna de Antônio José Larangeira de 26 de maio de 2009

Antônio José Larangeira.Antônio José Larangeira.


A greve dos agentes de segurança de empresas já começa causar danos a classe. É que ações desenvolvidas pela Administração Central da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) resultaram no cancelamento do contrato com a empresa de vigilância Cobratec, que presta serviço à Instituição desde 2005. A partir de 6 de abril, uma nova empresa assume a prestação do serviço, a Centaurus, que venceu licitação emergencial. Agora, a expectativa é de que não haja mais atraso no pagamento dos vigilantes, como era constantemente praticado pela Cobratec.

Além disso, iniciativa adotada pela Uefs, inclusive perante a Justiça através de medida cautelar, permitiu que as faturas da Cobratec de janeiro até o encerramento do contrato sejam retidas para pagamento das verbas rescisórias e salários atrasados. A Universidade, assim, não mais fará qualquer pagamento à Cobratec. Os recursos serão liberados pela Justiça para pagamento direto aos vigilantes, inclusive no que diz respeito a ações trabalhistas, que deverão ser impetradas pelo Sindicato dos Vigilantes do Estado da Bahia (Sindvigilantes). As ações dizem respeito a direitos dos trabalhadores e obrigações não cumpridas pela Cobratec. O magnífico reitor Jose Carlos Barreto está atento aos problemas da Universidade.

Esta coluna é publicada nos sítios jornalísticos: 

Jornal Grande Bahia,

Tribuna da Bahia e

Notícias da Bahia

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Antonio José Larangeira
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]