Ameaçada, Vila Brandão apelou até para o presidente Lula | Por Oldack Miranda

Oldack Miranda fez parte da resistência democrática e foi preso e torturado por prepostos da ditadura militar.
Oldack Miranda fez parte da resistência democrática e foi preso e torturado por prepostos da ditadura militar.

Sob ameaça de desapropriação pelo prefeito de Salvador, João Henrique (PMDB), moradores da Vila Brandão, um bairro encravado nas encostas da Ladeira da Barra há 69 anos, não se intimidaram. Em sua recente passagem por Salvador, o presidente Lula recebeu das mãos de uma criança da comunidade uma flor e um dossiê. O decreto de desapropriação já foi publicado no Diário Oficial. O assunto promete agitar a Câmara Municipal. Os jornais baianos noticiaram fartamente a ameaça, mas já abandonaram o assunto.

A última reportagem saiu na Tribuna da Bahia (quinta, 26 de março) com o título “Vila Brandão quer garantia de permanência”. O jornal ouviu uma dona-de-casa, Ana Patrícia, presidente da Associação de Moradores: “Aqui moram pessoas humildes, mas também moram pessoas que sabem de seus direitos. Todos querem ficar onde construíram suas histórias”.

Com uma vista privilegiada para a entrada da Baía de Todos os Santos, a antiga vila tem atraído intelectuais, turistas, estrangeiros por conta do clima de tranqüilidade. “Vim ver o por-do-sol e acabei ficando” disse Petrusca Araújo, que era estudante de engenharia na época. Todo mundo paga IPTU, embora a coleta de lixo seja péssima. Os moradores estão organizando uma exposição de fotos para divulgar projetos sociais desenvolvidos na vila. “Aqui ninguém pede esmola, nem cesta básica, pedimos apenas que nossos direitos sejam respeitados”.

Tem coelho escondido na cartola do prefeito. Grandes empreiteiras têm projeto de urbanização do Largo da Graça, que dá acesso à Vila Brandão. Pra essa gente, “modernizar” é tirar a comunidade do espaço.

Ah! Tá ruim com o João do PMDB? PT saudações.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111119 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]