Feira de Santana: projeto ‘Cidade Digital’ vai cobrar taxas dos usuários

Ildes Ferreira, secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.Ildes Ferreira, secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.
Ildes Ferreira, secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Ildes Ferreira, secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A implantação de uma infra-estrutura de comunicação de dados e serviços agregados para tornar Feira de Santana uma Cidade Digital ganhou, nesta quinta-feira (06/02/2009) o apoio da prefeitura do município. O projeto, coordenado pelo Governo da Bahia, foi apresentado pelo secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Ildes Ferreira, ao prefeito Tarcízio Pimenta.

A idéia é disponibilizar na cidade uma rede de alto desempenho que suportará serviços da Internet, Intranet e aplicações corporativas, podendo ser expandida para que possam ser agregados outros serviços a exemplo de VoIP, videoconferências e aplicações de telemedicina, dentre outras.

Uma vez implantado, o Feira de Santana Digital vai democratizar o acesso aos meios de comunicação e às tecnologias, proporcionado o desenvolvimento econômico e social, além da melhoria dos indicadores sociais. Durante a reunião, o prefeito de Feira de Santana propôs uma parceria na execução do Cidade Digital e se prontificou a colaborar, informando que um empreendimento semelhante já estava sendo elaborado na Prefeitura.

“O acesso à rede de comunicação de alta velocidade é essencial para o desenvolvimento econômico de regiões do país nos dias atuais já que a massificação da banda larga é o sistema nervoso da economia atual. O acesso a esse meio possibilita uma efetiva utilização de recursos como comércio eletrônico, integração entre instituições e empresas, possibilidade de serviços de governo eletrônico, redução de custos e a eficiência da máquina municipal”, afirmou o secretário.

O Projeto Feira de Santana Digital vai cobrir um raio de 6 quilômetros partindo do centro do anel viário de Feira de Santana. Vai também assegurar o uso da internet, gratuitamente, para todas as instituições públicas municipais, estaduais e federais, da área do projeto, bem como para os Centros Digitais de Cidadania implantados pelo Governo do Estado, pelo período de cinco anos. Também garantirá pontos de internet para uso doméstico a preços não superiores a 30% dos praticados no mercado para as famílias de baixa renda.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]