Presidente do PMDB afirma: Paulo Magalhães não conta com o apoio do partido na Câmara

Logomarca do Jornal Grande Bahia.Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Durante entrevista realizada, ontem à tarde, na sede do PMDB, instalada na rua Arthur de Azevedo, 333 – Costa Azul, em Salvador, com o presidente do partido, Lúcio Vieira Lima. Na qual se fizeram presente o diretor Carlos Augusto e editor Sérgio Jones (jornal on line Feira Hoje). O entrevistado foi enfático ao negar notícia que circula na imprensa baiana de que o PMDB apóia a candidatura de Paulo Magalhães para a presidência da Câmara Municipal do município.

De acordo com Lúcio Lima, o seu partido pleiteia, de forma legítima, o cargo de presidente do legislativo baiano que pertenceu a esta agremiação política com a eleição de Alfredo Mangueira. Que por decisão pessoal resolveu abdicar da função, independente da vontade do seu grupo político.
O PMDB irá participar das eleições no legislativo apoiando o seu vereador Alan Sanches. Com relação ao fato do vereador Paulo Magalhães (DEM) usar de artifícios jurídicos para se manter no cargo alegando, em sua defesa, ter parecer jurídico do procurador da Câmara Municipal, o presidente peemedebista diz que o parecer carece de credibilidade devido ao fato do procurador ser contratado pela Mesa Diretora. E para reforçar o seu argumento, ele cita a título de exemplo os casos de Jader Barbalho e mais recentemente o de Renan Calheiros que com os seus respectivos afastamentos dos cargos que ocupavam foram realizadas novas eleições para indicarem os seus sucessores.

O presidente também chama atenção para o regimento da Câmara Municipal que é claro nas suas citações em que estabelece que no caso de vacância do cargo de presidente, o Plenário do Legislativo é soberano para tomar a decisão que objetive buscar uma solução definitiva para o impasse político estabelecido, ou seja, realizando uma nova eleição.

Portanto, Lúcio Vieira Lima descarta qualquer possibilidade de apoio, acordo ou acerto que possibilite o PMDB vir apoiar o candidato Paulo Magalhães para presidente do legislativo. Não obstante, reconhecer ele, ser legítimo o direito do candidato do Democratas pleitear o cargo. “ Paulo Magalhães é vereador e tem mandato, além de ser da base aliada do prefeito João Henrique (PMDB). Mas, também entendo ser legítimo a participação do PMDB, partido que dispõe da maior bancada de vereadores (6) , preenchendo desta forma os critérios da proporcionalidade. Importante esclarecer que esta tomada de posição é da bancada dos vereadores e não do partido. A posição do PMDB é de não interferir em situação do legislativo, quer seja na Câmara Municipal ou na Assembléia Legislativa , conclui o presidente peemedebista.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]