Senador João Durval indignado com a pavimentação parcial do Anel de Contorno

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

A promessa de campanha do presidente Luis Inácio Lula da Silva, com relação ao município de Feira de Santana, no que concerne a duplicação do Anel de Contorno está ameaçada, e poderá a vir ser cumprida apenas em parte. Uma vez que a (s) empresa (s) especializada (s) para a elaboração de estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para adequação de Capacidade, Melhoria de Segurança e Eliminação de Segmentos Críticos no Anel Rodoviário de Feira de Santana, nas Rodovias BR-/ 116/BA e BR- 324/BA. Irá beneficiar a obra em apenas 15,60 quilômetros cobrindo 10 quilômetros de extensão do Anel, entre o segmento da Cidade Nova até a Rio Bahia, do total dos 22 existentes. Conforme publicação veiculada pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de transportes (DNIT), Edital 0363/07-00.

O impasse já causou reação por parte do senador João Durval Carneiro (PDT). Ele se diz indignado com a situação e garante já estar cobrando do governo federal para que este cumpra na sua integralidade a realização dos trabalhos de duplicação do Anel rodoviário de Feira.

O Estado da Bahia por inúmeras vezes têm sido discriminalizado neste aspecto, só a título de exemplo podemos citar alguns casos significativos: a duplicação da BR – 101 que não contemplou a extensão que corta o território baiano; a linha metroviária em Salvador que inicialmente seria contemplada com uma extensão de 12 quilômetros e foi reduzida para seis; e mais recentemente, o anel de duplicação do Anel Rodoviário de Feira. Ao que tudo indica este só será beneficiado em apenas parte de sua extensão.

O governo federal tem sido muito parcimonioso quando se trata de investir recursos na Bahia. Existe muita promessa por parte do governo federal e mais ainda do governo estadual, e quando uma das obras sai do papel para ser viabilizada na prática, esta acaba sendo mutilada, ou seja, não corresponde à forma como foi concebida na sua origem.

Tamanha desfaçatez por parte do governo petista é no mínimo desrespeitosa para como o povo baiano que referendou, até onde tenho conhecimento, de forma expressiva, nas urnas, os nomes de Wagner e Lula. Imagine se os baianos utilizassem dos mesmos métodos que os petistas dispensam ao nosso Estado, na hora de votar. Com certeza a realidade eleitoral em nosso Estado seria outra.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]