Presidente do PMDB da Bahia garante: aliança firmada entre PMDB e DEM foi legítima e não macula a imagem dos partidos

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Durante a realização de uma entrevista ocorrida no final da tarde de quinta-feira (06/11/2008) na sede do PMDB, em Salvador, com o presidente do partido na Bahia, Lúcio Vieira Lima, concedida ao www.jornalgrandebahia.com.br na qual participaram o diretor Carlos Augusto e o editor Sérgio Jones, o presidente fez uma radiografia precisa sobre a atuação e a trajetória do seu partido ao longo da nossa história, principalmente sobre o período pós ditadura, instalado em 1964, no país.

Na análise precisa feita pelo presidente do PMDB Lúcio Vieira Lima, o seu partido conta com uma longa história de resistência política. Exemplo de grande significado histórico foi o papel exercido pelo partido durante a ditadura militar, quando só havia o bipartidarismo representado pela Arena e o velho MDB, este foi o grande guarda-chuva que abrigou todos os partidos considerados mais à esquerda. E que esta realidade só foi modificada a partir do momento em que a fiscalização eleitoral permitiu o surgimento de novas legendas. Neste contexto o partido foi desmembrado.

No tocante a Bahia, o presidente lembra que aqui, ao contrário do que já ocorria em outros Estados da federação, não existia grandes partidos e sim, o carlismo e o anticarlismo. Segundo ele, o PMDB se apresentou forte na eleição de Waldir Pires, época em que o partido foi vitorioso em 24 dos 26 Estados brasileiros. Após este breve período, a hegemonia política voltou a ser exercida por ACM, já que ela existia antes do governo de Waldir Pires. “ ACM construiu toda a sua trajetória política e de poder calcada na intimidade mantida com o governo dos militares”, garante Lúcio.

O presidente peemedebista afirma que o período pós Waldir não provocou o enfraquecimento do PMDB na Bahia, O que aconteceu de fato foi o fortalecimento do carlismo que resultou no enfraquecimento de todos os outros partidos existentes na época. Esta realidade só veio a sofrer mudanças com a morte do senador ACM, quando efetivamente ocorreu a implantação do pluripartidarismo na Bahia, “ maneira correta de se fazer política a exemplo do que já acontecia em outros Estados”, argumenta Lúcio Veira.

Alianças

Se dizendo bastante à vontade com relação à aliança firmada neste último pleito eleitoral entre o PMDB e DEM, que resultou na vitória do candidato a prefeito de Salvador, João Henrique, o presidente definiu o ato político como uma aliança programática. “O compromisso mantido com o Democratas não foi realizado em troca de secretarias. O que houve foi que nós incorporamos quatro boas propostas de ACM Neto. Também não podíamos ignorar a evidência das urnas, não poderíamos fechar os olhos para o apoio deste candidato pelo simples fato do mesmo ser neto de ACM, ele obteve 27% da preferência do eleitorado baiano, além de entendermos que a realização de alianças com determinados partidos não maculam a imagem do outro. Todos os partidos têm alguma coisa boa a acrescentar”, reconhece ele.

Lúcio Vieira é enfático ao afirmar que o carlismo no seio político da Bahia acabou. O Estado conta atualmente com três grandes partidos: PT, PMDB e DEM, além de outros de menor porte que gravitam em torno das grandes siglas partidárias. Ele reconhece que hoje só tem espaço político para os partidos que souberem compor melhor as suas alianças, e para que isso aconteça o diálogo tem que estar sempre aberto. “ Não há mais espaços na política baiana de se queimar todas as pontes e as caravelas. Se isto acontecer, o partido fica isolado”, finaliza ele.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]