O Amado de Deus

Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

A vida é feita de momentos, e alguns momentos das nossas vidas são únicos, especiais. Assim foi a noite de quarta-feira, (05/11/2008), no Centro Histórico de Salvador.

Lá me dirigi para assistir ao magnífico evento “Série Mozart nas Igrejas” da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), regida pelo gênio da raça o jovem maestro Ricardo Castro.

Melhor palco para a efeméride impossível encontrar: a Igreja de Ouro, jóia da arquitetura barroca baiana, uma das maravilhas do mundo, foi o espetacular cenário para a música celestial de Wolfang Amadeus Mozart.

Considera-se que o “Amado de Deus” (Amadeus Mozart) possui tal capacidade divina de criar harmonia que, de tão bela e concordante, rivaliza com a própria voz de Deus.

Entretanto, como Deus não tem rivais em suas hostes, é melhor considerar Mozart a própria voz de Deus.

Onde encontrar melhor lugar que a própria casa de Deus para ouvirmos as sinfonias e sonatas mozarteanas?

A Igreja de São Francisco, toda ornada em ouro, resplandecia na noite quente de primavera-verão soteropolitana. Em feitio de oração celebrávamos a beleza inigualável do lugar com o insuperável encantar da música de Mozart. Que pare o tempo!

Acredita-se que quando hinos de louvor se elevam ao Céu, Deus Ele mesmo desce à Terra e fortalece o mundo com a Presença Divina… Relembrando Salieri (Amadeus, 1984): “com a música de Mozart se ouve a voz de Deus”…

Quem teve olhos para ver e ouvidos para ouvir, se encontrava no exato lugar e exato momento, jamais olvidará tão memorável noite.

E sabem do melhor? Haverá segundo turno, digo, nova apresentação da “Série Mozart nas Igrejas” no 3 de dezembro, 20h, na também majestosa Catedral Basílica, no Terreiro de Jesus. Entrada franca. Não percam!

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Juarez Duarte Bomfim
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]