Ideologia Política

Antônio Alberto de Oliveira Peixoto.Antônio Alberto de Oliveira Peixoto.

Segundo alguns autores, ideologia é uma palavra empregada com uma pluralidade que contém o significado ou um composto de conceitos e pensamentos, doutrinas e percepções do universo de uma pessoa ou um grupo de indivíduos, dirigindo suas ações, principalmente sociais e políticas.

Segundo Karl Marx: “a ideologia pode ser considerada um instrumento de dominação que age através do convencimento – e não da força – de forma prescritiva, alienando a consciência humana e mascarando a realidade”.

Podemos também conceituar ideologia como a busca por um ideal, no caso em questão, um ideal político. É a visão que o político tem para combater os problemas da sociedade – teoricamente falando. É fundamental executar, através do cargo que lhe foi outorgado pelos que o elegeram, um trabalho honesto – o ideal seria sem visar lucros, apenas uma ajuda de custos – ajudando a construir uma sociedade melhor, mais organizada, com mais cultura, respeito e, principalmente, com dignidade.

Para isso seria essencial que a ética estivesse em primeiro plano. Infelizmente, não é o que se observa na política atual do País. Basta abrir os jornais ou assistir aos telejornais, que a todo momento invadem nossos lares, e encontramos notícias de Deputado (a) que mudou de um partido de esquerda para outro de direita, no outro dia já retornou para um de esquerda, mais radical, um outro que levava, sempre no dia do aniversário, presentes para o senador e de repente vai para um partido de centro, muda para a esquerda, troca de domicílio eleitoral, por conveniência retorna ao antigo domicílio… e o conceito de Ideologia Política foi para o espaço. Que o amigo leitor me desculpe, mas… a política partidária brasileira virou um mangue.

Prefiro o conceito de Karl Marx, sobre ideologia quando diz que: “forma prescritiva, alienando a consciência humana e mascarando a realidade”. Esta alienação ou endoidecimento está levando os eleitores a elegerem todo tipo de candidato, sem nenhum preparo político, cultural, sem ética e com opções esquisitas. Precisamos rever nossas decisões diante das urnas ou jamais teremos um Brasil de verdadeiros cidadãos do mundo.

Alberto Peixoto
www.albertopeixoto.com.br
[email protected]

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Alberto Peixoto
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.