A natação do futuro chega à Feira de Santana

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

A natação competitiva desenvolvida em Feira de Santana hoje, tem se aproximado muito daquela desenvolvida nos grandes centros do Brasil. Temos acompanhado os atletas da Perform disputando em eventos por todo o país, inclusive em campeonatos internacionais, indo a Podium, melhorando seus tempos, quebrando recordes. O mais recente deles foi conquistado por Evelyn Gleyka (Colégio Gênesis/ Faz Atleta/ G Robinson), em João Pessoa. Evelyn, que era dona do recorde baiano anterior nos 50m borboleta com 31”17, supera sua própria marca com o tempo de 30”90, o que representa um recorde de quatro diferentes categorias (três categorias acima daquela da atleta).

Estes resultados são alcançados com treinamentos, dedicação de atletas e técnicos e o indispensável apoio dos patrocinadores.

O professor Fábio Souza, responsável técnico da equipe, desta vez promete grande inovação tecnológica. Tendo participado de um curso de fisiologia aplicada para atletas nadadores, afirma quem em 2009, a Perform irá adotar um dos mais importantes recursos de avaliação e prescrição de exercício utilizado nas piscinas dos grandes centros: O teste de lactato. O curso de Fisiologia aplicada ao treinamento da natação foi ministrado pelo Prof. Dr. Jose Blanco Herrera, Doutor pela Universidade de Havana e membro do Comitê Medico da FINA (Federação Internacional de Natação). Estiveram presentes no curso, além do professor Fábio da Perform (à direita na foto), alguns dos melhores técnicos de natação do Brasil, a exemplo do professor Rogério Arapiraca, técnico de Allan do Carmo, nadador de maratonas aquáticas que disputou na ultima olimpíada em Pequim (à esquerda na foto).

Fábio conta que o teste consiste em montar uma série de treinamento na piscina, e tomar em determinados momentos uma amostra de sangue (uma gota) do nadador e identificar a quantidade desta substancia (lactato) no sague. O teste, dá a medida precisa da intensidade de nado do atleta. As vantagens são a objetividade do treino, o que torna as séries precisas, agindo sobre o ponto desejado, evita o overtraining, que é o desgaste do atleta por excesso de treinamento, impossibilitando-o de continuar treinando forte e motiva o atleta, já que este passa a ter certeza que o objetivo está sendo cumprido. O teste de lactato, finalmente detecta as principais deficiências do ponto de vista metabólico (da produção de energia), que são fruto de fadiga (cansaço) durante a competição.

Vamos atrás de novos patrocinadores, visto que os custos desta tecnologia são altos, e em 2009 nossas metas serão revistas, afirma o professor Fábio.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]