Começam os Jogos Olímpicos de Pequim

Jogos Olímpicos da China 2008.
Jogos Olímpicos da China 2008.
Jogos Olímpicos da China 2008.
Jogos Olímpicos da China 2008.

Foi dado o pontapé inicial para os Jogos Olímpicos de Pequim. Na sexta-feira, o planeta assistiu à Cerimônia de Abertura, no Estádio Nacional da China, popularmente conhecido como Ninho de Pássaro. Os chineses afirmavam que seria a cerimônia mais bonita de todos os tempos e não decepcionaram. No grande momento do dia, a honra de acender a tocha olímpica coube ao ex-ginasta chinês Li Ning.

A cerimônia começou com 2.008 percussionistas com tambores que se iluminavam conforme eram tocados. Com o estádio completamente às escuras, uma contagem regressiva foi exibida no centro do gramado, dando início à festa olímpica.

Após a exibição de uma gigante representação dos anéis olímpicos, a bandeira chinesa entrou no estádio carregada por soldados militares que, ao som do hino nacional chinês, a hastearam. Depois, foi a vez de um enorme pergaminho ser aberto no centro do gramado, introduzindo o momento que contou um pouco da história chinesa, com referências à rota da seda, ao mito dos dragões e à invenção da bússola.

Um dos momentos mais surpreendentes foi proporcionado por dezenas de artistas coreografados que estavam dentro de placas contendo os caracteres do alfabeto chinês. Com movimentos na vertical, eles formavam diversas figuras no centro do estádio em um espetáculo de imensa beleza.

O Tai Chi Chuan, tradicional arte marcial chinesa, que também é praticado como uma forma de meditação em movimento, foi apresentado ao som do piano de Lang Lang, considerado um dos melhores pianistas da atualidade.

Com a chegada de um astronauta, uma esfera surgiu no centro do Ninho de Pássaro e foi percorrida por diversos homens pendurados por cordas praticamente invisíveis, impressionando o público presente. Na sequência, ao som de uma canção, imagens com crianças sorrindo foram abertas no gramado, representando todas as etnias existentes.

Ordem do desfile é definida pelo alfabeto chinês

A Grécia, berço dos Jogos Olímpicos, abriu os desfile das delegações, como acontece tradicionalmente. Neste ano, a ordem de entrada dos países foi definida de acordo com o número de traços existentes no primeiro caractere que compõe o nome do país no dialeto chinês.

As delegações de Taiwan, que compete com o nome de Taipé Chinesa, e de Hong Kong foram intensamente aplaudidas pelo público presente no Estádio Nacional.

O Brasil foi o 39º país a entrar no Ninho de Pássaro. Com o velejador Robert Scheidt, bicampeão olímpico em Atlanta-1996 e Atenas-2004, como porta-bandeira, a delegação brasileira esbanjou alegria. Alguns atletas sambavam e outros aproveitavam para registrar o momento em suas câmeras digitais. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presente no estádio, saudou os brasileiros.

Um dos momentos mais aguardados era a entrada da delegação dos Estados Unidos, a maior de toda a Olimpíada. Forte crítico da política chinesa, o presidente George W. Bush, também presente no estádio, foi recebido com um misto de aplausos e vaias.

A entrada da delegação chinesa, última a desfilar, foi recebida com grande entusiasmo pelos 90 mil espectadores presentes nas arquibancadas. O astro da seleção masculina de basquete, o pivô Yao Ming, foi o porta-bandeira. Ao seu lado, um pequeno menino chinês, sobrevivente do terremoto que devastou a região de Sichuan, no dia 12 de maio, emocionou o público.

Pira Olímpica é acesa por Li Ning

Após o desfile das delegações, o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog, em inglês), Liu Qi, e o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o belga Jacques Rogge, foram convidados para discursarem. Na sequência, o presidente chinês Hu Jintao declarou a abertura oficial da Olimpíada, antecedendo o hasteamento da bandeira olímpica, o juramento de atletas e juízes, e o momento mais esperado do dia, o acendimento da pira olímpica.

Segredo guardado a sete chaves, o responsável por acender um dos símbolos mais emblemáticos dos Jogos Olímpicos, após um revezamento que contou com grandes nomes da história esporte chinês, foi o ex-ginasta chinês Li Ning. Surpreedendo a todos, ele foi suspenso por duas cordas e começou a caminhar por um telão, no teto do estádio, que simulava a abertura de um pergaminho. Acendendo, por fim, a pira olímpica.

E, assim, com a chama olímpica queimando no topo do Estádio Nacional, têm início os Jogos Olímpicos de Pequim.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]