Denunciados os acusados de executar grampos para favorecer ex-senador Antônio Carlos Magalhães

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães (04/09/1927 – 20 de julho de 2007) foi um médico, empresário e político brasileiro com base eleitoral na Bahia, estado que governou por três vezes, além de ter sido eleito senador em 1994 e em 2002. Em vida, ex-senador foi acusado de ser o autor intelectual dos grampos telefônicos.

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães (04/09/1927 – 20 de julho de 2007) foi um médico, empresário e político brasileiro com base eleitoral na Bahia, estado que governou por três vezes, além de ter sido eleito senador em 1994 e em 2002. Em vida, ex-senador foi acusado de ser o autor intelectual dos grampos telefônicos.

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) propôs ontem à 17ª Vara Federal ação penal pública contra o delegado da Polícia Civil e o ex-assessor técnico da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Valdir Gomes Barbosa e Alan Farias, respectivamente. Eles são acusados de plantar os grampos para favorecer o ex-senador Antônio Carlos Magalhães (ACM), morto no ano passado.

Por falta de provas que apontassem autoria ou participação nos grampos, o MPF-BA pediu o arquivamento do inquérito policial com referência a mais seis pessoas que chegaram a ser indiciadas pela Polícia Federal: os funcionários da SSP/BA, Alberto Fernandes Freire Júnior e Ednilson Bispo dos Santos (policial civil), Antônio Jorge de Deus Almeida e os funcionários da então Tim Maxitel, Túlio Renato Cândido Souza e Herbert Rodrigues.
Com referência ao inquérito instaurado contra a delegada de Polícia Civil e ex-secretária de Segurança, Kátia Alves, atualmente postulante ao cargo de candidata a vereadora pelo DEM, também foi arquivado.

A operação ilegal dos grampos começou em 2002, mas foi levada a conhecimento público a partir de 2003. Foram vítimas das escutas ilegais a ex-amante de ACM Adriana Barreto, o marido Plácido Farias, o sogro dela, César Faria, além dos deputados federais Geddel Vieira Lima, Benito Gama, Nelson Pelegrino e o prefeito de Maragogipe Raimundo Gabriel de Oliveira.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).