Conexão Rio – A difícil arte de ser só | Por Christina Thedim

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Que fique bem claro que em momento algum fiz alusão a arte de viver só. Ser sozinho, pensar sozinho, enfim, ver o mundo sob uma ótica própria e com isso estar em harmonia com a magnífica dança cósmica da qual somos meros coadjuvantes, é uma conquista difícil e que necessita de uma grande dose de coragem e abnegação, pois serão muitos os desafios que se apresentarão no caminho dessa busca. A busca da individuação. As revelações que se apresentam para quem ousa se observar, sem máscaras, sem idealizações, sem pré-supostos de qualquer ordem são fundamentais para a construção desse novo Eu, desse novo homem. É um caminho sem volta, disso podem ter certeza.

Mas o encontro consigo mesmo, a volta prá casa ainda no plano da matéria, é algo divino, sagrado e inexplicável. Somos muitos, cada vez mais, abarrotando o planeta, consumindo coisas e mais coisas, atados as regras midiáticas que uma sociedade totalmente voltada para o conceito estético vigente nos dita todos os dias, a cada comercial, programa ou mesmo tele-jornais, sempre tão tendenciosos!

Somos levados como uma manada de búfalos, alienada e sem saber prá onde vai, apenas seguindo, imitando os outros porque assim parece mais fácil sobreviver nessa selvageria que tomou conta da face da Terra. Sem pensar, sem questionar, movidos praticamente por “programas” ditos sociais, que se instalam em nossos hardwares desprotegidos, assumindo o comando de nossas pobres existências, desprovidas de alma e sensibilidade natural, vamos sobrevivendo e pagando pela nossa covardia e pelo medo de um encontro com o nosso self, aquele ser que mora dentro de nós e que às vezes escutamos falar conosco, pensando ser apenas uma voz de fora que tenta anunciar algo importante, ao qual devemos dar atenção.

Acontece que poucos, muito poucos, são os que dão a merecida atenção a voz do Eu, da alma, da divindade que habita em cada um de nós, que olha e conceitua por outros parâmetros os estímulos externos do plano material, criados por nossa mente , mas vindos de nosso interior. São nossos pensamentos que traduzem a nossa realidade. Somos o que pensamos e o mundo, sob esse olhar é feito a nossa imagem e semelhança.

E que mundo, ein, esse que estamos a construir! Acho que não é um mundo que corresponde aos mais íntimos anseios de um ser que busca a paz e a realização espiritual, como pregam em suas religiões que tão bem manipulam para subjugar e dominar a grande massa. O dinheiro, a moeda forte, este sim, é o senhor de todas as coisas e parece que tudo é permissível diante de seu apelo.

Vende-se a alma por tudo o que nos proporciona nesse mundo de valores invertidos. Não acho que possamos estar bem sabendo que a cada cinco segundos morre uma criança de fome e maus tratos no mundo. Então, prá que gerar? O nascimento é uma bênção que deve ser valorizada! São 800 milhões de pessoas passando fome agora, enquanto saboreamos nossa comida farta e privilegiada.

Que visão injusta e egoísta praticamos em nossa sociedade contemporânea. Que mundo é esse!?

O processo de auto-conhecimento e conseqüentemente de individuação acontece com as pessoas de uma forma e num tempo muito particular, ou seja, cada um, a seu tempo, vai se dando conta da grande trama onde está envolvido e inicia sua jornada em busca de algo novo que sente nascer dentro de si mesmo e pelo qual, mesmo com todos os desafios e incertezas, pretende pagar prá ver, pois sente que é um encontro que pressentia mas imaginava impossível, o encontro consigo mesmo, o único e real tesouro que possuímos e que iremos carregar vidas afora!

É sem dúvida um passo corajoso, que exigirá total atenção e nenhum esforço do protagonista, ou seja, estar atento as suas manifestações interiores, espirituais, sem que para isso precise de nada mais que o silêncio da mente, para que a vida se mostre em sua total plenitude e exuberância. É também um período mágico onde, a cada conquista, a luz da alma brilha em cada vez maior intensidade, dando-nos o conforto de saber aonde estamos, independente do que acontece a margem, na superfície da matéria, distante de nosso centro, de nosso verdadeiro Eu.

A vida segue com suas benesses e intempéries e nós, donos de nossas existências, agora devidamente valorizadas, permanecemos como espectadores, numa visão sutil e aguçada do momento presente, sem nos deixar levar pelos delírios egóicos e infantis do homem-máquina que um dia habitou nosso corpo.

É uma grande e magnífica virada esse encontro e muitas serão os hábitos e as pessoas que deixaremos para trás, que não farão mais sentido, sem com isso deixarmos de lhes agradecer por terem feito parte desse caminho iluminado que só agora conseguimos visualizar. É o caminho do guerreiro(a), muitas vezes solitário porque oposto ao da grande manada, que segue em outras direções.

Por isso digo que não é fácil, apesar de inevitável pois, quando esse momento mágico chega, somos tocados por essa fagulha de amor divino e tudo parece tomar rumos inesperados e sobre os quais não temos nenhum controle. A Casa de Deus, a carta da Torre no baralho de Tarot, mostra ao Mágico, o arcano iniciante da jornada, que agora só ficará o que tem sentido e conexão com suas verdades essenciais. O pior já passou, o fim das ilusões perdidas. A descoberta do véu de Maya, da ilusão.

Adiante, sempre, sem olhar para trás, porém, confiante. Seguir guiado por esse ser renovado, sem medo e pleno de amor. Não há solidão melhor que essa para ser compartilhada. A pessoa que chegou a esse nível de sabedoria não mais se desespera com as atitudes desprovidas de lógica dos homens ainda “perdidos”, e sim integra- se a eles, tendo como doutrina apenas seu próprio exemplo e como dádiva seu sorriso largo e generoso de quem se apossou do maior de todos os bens e quer distribuí-los. Nunca se está só quando chegamos a esse estágio.

Com o conhecimento apurado e afinado, mesmo não havendo companhia, temos a nós mesmos que, ainda que presos a matéria do corpo carnal, podemos estar em sintonia com as mais variadas freqüências vibracionais, através de nossa mente cósmica e universal! A arte em suas manifestações de toda ordem, a música principalmente, nos leva a um mundo onde estaremos confortáveis e felizes.

A boa leitura também nos faz viajar por outros universos e comungar a vida com nossos irmãos de jornada. Haverá sempre aqueles que irão questionar sua felicidade, mas isso também já não importa mais. O que importa agora é viver, consciente do presente que o momento presente nos traz! Uma nova luz foca novas realidades, muito mais coerentes, harmoniosas, despretensiosas e poderosas. Temos agora domínio sobre a nossa natureza porque a conhecemos como realmente é em essência. Somos senhores de nós mesmos e o rumo que nossa vida irá tomar, independente dos prós e contras que toda vida oferece, será o que nós iremos lhe dar com nossos pensamentos e atitudes.

Namastê!!!

Fale comigo: [email protected]
Estou iniciando um trabalho de leituras online, via MSN, skype, ou mesmo e-mail, das cartas do Tarot. Para maiores esclarecimentos e só entrar em contato pelo e-mail acima ou pelos telefones: (21) 2498-2319 e/ou (21) 8177-4171 que terei prazer em dizer como faremos isso. Há mais de 20 anos faço a leitura das cartas do Tarot e pretendo ampliar esse trabalho conforme o momento presente indica fazê-lo. Aguardo, pois, o contato de vocês. Beijos de LUZ em seus corações! Namastê!!!

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108727 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]