Orçamento federal para cultura é menor que o das prefeituras, diz Gil diante de dado do IBGE

As prefeituras investiram no ano passado uma média de R$ 273,5 mil em cultura, o que corresponde a 0,9% da receita arrecadada, segundo o Suplemento de Cultura da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic 2006), divulgado hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ao comentar os dados, o ministro da Cultura, Gilberto Gil, admitiu que o volume de recursos investido em cultura ainda é muito baixo para um país das dimensões do Brasil. “Ainda é pouco. Como é pouco o investimento orçamentário federal, como são pequenos ainda os investimentos estaduais das secretarias de estado”, disse.

Gil observou que os recursos para cultura estão chegando a 1% dos orçamentos municipais. Mas que o orçamento federal para a atividade cultural ainda não chegou a esse percentual. Hoje, os gastos com cultura representam 0,8% do orçamento do governo central, segundo Gil.
“Ainda estamos brigando pelo tal 1%, que é a recomendação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura(Unesco). Nas secretarias de Cultura dos estados também não [chegou]”.

Indagado por que o governo não conseguiu até agora alcançar um patamar mais significativo para os gastos em cultura, como foi planejado desde o início da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro disse que essa “é uma demanda que nós estamos fazendo insistentemente ao governo federal”.

O ministro acredita, no entanto, que a meta ficará próximo de ser alcançada no ano que vem. “Para o próximo Orçamento, de 2008, nós devemos estar chegando a 0,9%. Nos municípios, o orçamento já é maior que o do governo federal. Olha aí, governo federal!”, disse.

As prefeituras brasileiras aplicaram em cultura um total de R$ 1,5 bilhão em 2006.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]