Judiciário brasileiro encontra-se na UTI

Mais uma vez a justiça brasileira dá um triste exemplo, para toda nação, ao permitir que a juíza Olga Regina Guimarães, supostamente envolvida com o narcotráfico colombiano e o traficante Gustavo Durano. Fosse empossada ontem pela manhã, em Salvador, no Tribunal de Justiça como juiza promovida que foi na semana passada. Ela responderá pela 47º Vara de Substituição. A Polícia Federal tem transcrições de conversas dela e do seu marido, Balduíno Santana, por telefone com o narcotraficante que se encontra preso.

O ato abominável se caracteriza como mais uma das inúmeras aberrações jurídicas que já se tornou rotineira no Brasil. A continuar assim, só nos resta uma solução a ser adotada: declarar oficialmente que o Brasil é o país da impunidade.

Os valores sociais estão invertidos, a linha que divide o certo do errado é muito tênue. A Democracia está anêmica e caminha a passos largos em direção a anarquia social. Mesmo diante deste quadro tenebroso temos à nossa disposição uma justiça cega, e que já há muito tempo vem sendo acometida de um mal maior chamado impunidade, que a coloca em estado de coma.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]