Regulamentação do comércio na fronteira do Paraguai

Os efeitos da Medida Provisória 380/2007 para as indústrias brasileiras, em especial, para as da Zona Franca de Manaus serão amplamente discutidos na Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional (CAINDR). Requerimento de autoria da deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), presidente da Comissão, pedindo este debate foi aprovado hoje (07/08/2007), por unanimidade, em reunião ordinária da CAINDR.

A MP 380 trata da regularização do comércio da fronteira do Brasil com o Paraguai. Grazizotin acredita que essa regularização vai trazer conseqüências para o parque industrial da ZFM, que precisam ser seriamente analisadas. A Medida foi publicada em junho último instituindo o Regime de Tributação Unificada (RTU) na importação, por via terrestre, de mercadorias procedentes do Paraguai.

Na avaliação de Grazziotin, a criação do regime tributário especial pode desestimular investimentos no País em setores que utilizam tecnologia avançada, como o de produtos eletroeletrônicos. “A não definição de produtos que podem ser incluídos no regime especial pode, futuramente, prejudicar parques industriais como o Pólo de Manaus e outros Estados participantes da ZFM”, justificou a parlamentar.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]