Pesquisador incentiva uso da mandioca na culinária regional

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

“Mandioca, a raiz do Brasil – uma riqueza ainda muito pouco conhecida” é o tema da palestra que o pesquisador Joselito Motta, da Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical (Cruz das Almas – BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ministra nesta segunda-feira, 28 de maio de 2016, às 20h, em Feira de Santana.

Promovido pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindihr), que tem 68 empresas associadas, entre hotéis, móteis, restaurantes, pizzarias, bares, lanchonetes e delicatessens, o evento tem como finalidade tornar mais conhecidas as possibilidades de uso da raiz no cardápio da culinária baiana.

Durante a palestra, o agrônomo – que atua há 30 anos na transferência de tecnologias voltadas para produção, processamento e agregação de valor a produtos da mandioca – vai abordar a utilização da mandioca na panificação, na gastronomia e também na alimentação de animais.

Diversidade

Segundo Joselito Motta, são muitas as iguarias com base na mandioca que poderiam estar no dia-a-dia na mesa do brasileiro. “Alimentos ricos e saudáveis foram substituídos por outros pratos de valor nutritivo inferior. Infelizmente, outros tipos de culinária vêm sendo preferidos pelos restaurantes, em prejuízo da culinária regional”, lamenta Motta.

Para José Getúlio de Araújo Andrade, presidente do Sindihr, a palestra é uma boa oportunidade de levar novas idéias aos associados. “Precisamos resgatar a nossa identidade e incrementar nossa carne-de-sol, nossa galinha caipira e nosso aipim. Não podemos ficar somente aceitando as novidades que vêm de fora”, afirma. “Com certeza alguns dos restaurantes vão adotar algumas das idéias que o palestrante vai trazer”, espera.

Por não conter glúten, a mandioca representa uma solução alimentar para os celíacos, portadores de intolerância aos derivados do trigo. “Por que não usar a pizzaioca, pizza de mandioca, em substituição à tradicional pizza? É muito fácil de preparar e seria uma opção a mais no cardápio dos restaurantes”, sugere Joselito.

A mandioca

Originária da América do Sul, a mandioca (Manihot esculenta Crantz) constitui um dos principais alimentos energéticos para cerca de 500 milhões de pessoas, sobretudo nos países em desenvolvimento, onde é cultivada em pequenas áreas com baixo nível tecnológico. Mais de 80 países produzem mandioca, sendo que o Brasil participa com mais de 15% da produção mundial.

De fácil adaptação, a mandioca é cultivada em todos os estados brasileiros, situando-se entre os nove primeiros produtos agrícolas do país, em termos de área cultivada, e o sexto em valor de produção.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]