“Dois dedos de prosa e um tanto de poesia” é o título da primeira mesa da Festa Literária de Uauá

Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.

Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.

Nas palavras do poeta Chico Pedrosa, o cordel é uma coisa santa, uma coisa abençoada, uma coisa tradicional que deve ser respeitada. Foi pensando nessa descrição que o curador Maviael Melo da Festa Literária de Uauá – Fliu, que acontece entre os dias 14 e 16 de novembro de 2019, na cidade de Uauá, norte do estado da Bahia, idealizou a primeira mesa do evento intitulada, “Dois dedos de prosa e um tanto de poesia”, que acontece às 19h30. A mesa trará os escritores Antônio Marinho e José Paes Lira, o Lirinha.

Antonio Marinho nasceu em São José do Egito, Sertão do Pajeú, Pernambuco. Cidade conhecida no Brasil e fora dele pelo imenso número de poetas e poetisas que lá nasceram sendo intitulada como a “Terra da poesia”. Marinho desde cedo entrou em contato com arte, sendo filho e neto de artistas. Aos seis fez seu primeiro poema e aos dezesseis lançou um livro de poesias, Nascimento.

Em 2005 deu início a um recital intitulado Em Canto e Poesia, que hoje é um grupo poético-musical formado por ele e seus irmãos, Greg e Miguel Marinho, já com um CD, Em Canto e Poesia (2014), e um DVD, Canção do Tempo (2017), lançados e um segundo CD em gravação. Outras festa e festivais literários também fazem parte da trajetória do artista, tendo participado da Fliporto (2010), FLIP-RJ (2013), Jornada Literária do SESC Pernambuco (2012 à 2016), dentre outros.

José Paes de Lira, Lirinha, é músico, escritor e compositor. Começou a carreira artística aos 12 anos, como declamador de poesias em Arcoverde, sertão pernambucano. Em 1997, idealizou e construiu o espetáculo cênico musical Cordel do Fogo Encantado, a novidade mais impactante e original vivenciada pela música pernambucana, após o surgimento de Chico Science. Com o grupo, gravou os discos: Cordel do Fogo Encantado (2000), O Palhaço do Circo sem Futuro (2002), Transfiguração (2006) e Viagem ao Coração do Sol (2018).

A banda conquistou o público no Brasil e exterior com uma performance arrebatadora e uma sonoridade consistente, não apenas pela inovação na utilização da percussão tradicional, mas também com a força e qualidade das letras e uma nova forma de levar a poesia recitada a um grande público.  No universo literário e teatral, Lirinha participou da coletânea virtual Geração 00 organizada por Heloísa Buarque de Holanda, escreveu e lançou o livro infantil O Garoto Cósmico (FTD2007) e, em 2008, escreveu e montou a peça teatral Mercadorias e Futuro, que resultou em um livro homônimo lançado pela Ateliê Editorial.

O cordel é um dos meios de divulgação da cultura popular através da literatura e fazer cordel é ter habilidade de juntar palavras para fazer as estrofes, além de saber medir a distância entre uma e outra. “Antônio Marinho e Lirinha, fazem tudo de primeira qualidade, além de escrever como “manda o figurino”, declamam como ninguém”, reforça o curador Maviael Melo, responsável também por mediar o encontro.

Além dos encontros entre os autores e o público, haverá na FLIU shows musicais com artistas locais e nacionais, teatro, oficinas, artes visuais, filmes e uma ampla programação infantil carinhosamente batizada de Fliuzinha.

Sobre a Fliu

A Fliu é uma realização da Uauá projetos criativos úblico, haverá na FLIU shows musicais com artistas locais e nacionais, teatro, oficinas, artes visuais, filmes e uma ampla programação infantil carinhosamente batizada de Fliuzinha.

A Fliu é uma realização da Uauá projetos criativos e da Prefeitura de Uauá, idealizada por Mercia Beatriz com coordenação e produção de Ellen Ferreira, Lorena Ribeiro e Antônio Nikiel, com curadoria de Maviael Melo.

O evento tem o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Secretaria de Educação, da Fundação Pedro Calmon e da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), além do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (COOPERCUC) e do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA).

Agenda

O que: FLIU – Festa Literária de Uauá

Quando: 14, 15 e 16 de novembro

Onde: Uauá, no Sertão Baiano

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]