Coluna de Antônio José Larangeira de 5 de outubro de 2019

Gestão de excelência

Feira de Santana tem gestão de excelência, de acordo com o Índice Firjan de Gestão Fiscal, que elabora o mapeamento das situações e desempenhos financeiros dos municípios, anual e nacionalmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, um dos mais respeitados do país, divulgado na quinta-feira (31/10/2019). Os municípios baianos que melhores ranquearam na edição deste ano são Salvador, Feira de Santana, Candeias – localizada na Região Metropolitana de Salvador e Barrocas – que fica na Região Sisaleira com níveis superiores a 0,8 ponto. São três as áreas observadas e que tem seus números analisados: emprego e renda, educação e saúde. As informações são analisadas exclusivamente em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. “Passar a barreira dos 0,8 ponto é um avanço significativo para Feira de Santana, visto que há quatro anos não chegávamos a 0,7 ponto”, afirmou o prefeito Colbert Filho. “É um reconhecimento que não apenas nos deixa orgulhoso, mas nos estimula a manter o ritmo de trabalho bem como nos mantermos atentos à gestão fiscal”.

Inclusão financeira

Como parte da programação da Semana Mundial de Inclusão Financeira– FIW (Financial Inclusion Week) 2019, o Grupo de Pesquisa em Inclusão Financeira e Microfinanças (REFIM) realizou o workshop “Inclusão Financeira para o Desenvolvimento Local Sustentável”, no dia 22 de outubro. A oficina foi ministrada pela facilitadora Ana Lucia Carvalho Santos, professora adjunta do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Feira de Santana (DCIS/Uefs) e coordenadora do Grupo.

Caneta…

A “Caneta azul, azul caneta”, cuja sua letra inocente demonstra respeito à professora, pois o aluno fica preocupado e sentido por ter perdido a caneta azul. Chama a atenção o fato de que, ao falar da ida para a escola da canção fala em viagem: “Todo dia eu viajo para o colégio”. Ou seja: temos aqui um aluno que mora muito distante da escola, talvez na zona rural, e sua ida e vinda para o colégio é tão demorada que chega a ser uma viagem. Além disso, a outra caneta do aluno é amarela, e meu palpite é que essa cor não foi escolhida por uma mera questão de rima. Vermelha ficaria melhor e mais plausível. Finalmente, o aluno pede que a professora não brigue com ele e afirma que dará um jeito de comprar outra caneta azul. Fiquei pensando se não foi a professora que deu as duas canetas. A humilde música de Rafael Rodrigues feirense, escritor e revisor, autor do livro “O escritor premiado e outros contos” (Multifoco, 2011) e um dos contistas das antologias “O livro branco, vem batendo recorde nas redes sociais, fato comentado pela mídia nacional.

90 anos

Bastante concorrido o jantar realizado no Yatch Clube da Bahia, celebrando os 90 anos de idade da senhora Zelinha Pitombo, onde se reuniram os familiares desta família de expressão da Bahia. Do Rio de Janeiro vieram o consagrado cirurgião plastico Volney Pitombo e o executivo Wellington Caribé. Entre os familiares estiveram seu filho Angel Pitombo, Antonio Carlos Caribé, Jenner Pitombo, Ivana Pitombo, Mariangela Chaves e mais e mais. Presentes os genuinamente Pitombos.

Ivamberg e o sorriso

No Museu Parque do Saber o professor Ivamberg Lima esteve presente ao lançamento do livro Promotores do Sorriso, escrito pela professora Lélia Vitor Fernandes. Livro biográfico sobre diversos odontólogos da cidade de Feira de Santana, no qual ele, também, foi biografado. “Fico muito lisonjeado por fazer parte desta obra onde estão imortalizados importantes cirurgiões-dentistas desta cidade que, como muito bem coloca o título do livro, são os promotores do sorriso. Parabéns para nós odontólogos por mais este reconhecimento! ”  Afirmou o professor, que é o diretor do Núcleo Territorial de Educação do Portal do Sertão/NTE-19.

A aniversariante Zelinha Pitombo ao completar 90 anos ao lado do filho Angelo Pitombo.

A aniversariante Zelinha Pitombo ao completar 90 anos ao lado do filho Angelo Pitombo.

O professor Ivamberg Lima biografado no livro Promotores do Sorriso, escrito pela professora Lélia Vitor Fernandes

O professor Ivamberg Lima biografado no livro Promotores do Sorriso, escrito pela professora Lélia Vitor Fernandes

Festejada pela data maior Alfreda Xavier, que ao lado do marido coronel Adelmario Xavier foi muito abraçada.

Festejada pela data maior Alfreda Xavier, que ao lado do marido coronel Adelmario Xavier foi muito abraçada.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Antonio José Larangeira
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]