Vereador ironiza reunião da Secretaria de Desenvolvimento Econômico para discutir a revitalização do Centro de Abastecimento de Feira de Santana

Roberto Tourinho: pela lama, pela sujeira, a imundície, a prostituição e tudo de ruim, que ao longo dos anos, o governo permitiu que se instalasse no Centro de Abastecimento.

Roberto Tourinho: pela lama, pela sujeira, a imundície, a prostituição e tudo de ruim, que ao longo dos anos, o governo permitiu que se instalasse no Centro de Abastecimento.

A reunião marcada pelo secretário do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), Antônio Carlos Borges Júnior, para discutir a revitalização do Centro de Abastecimento de Feira de Santana foi abordada pelo vereador Roberto Tourinho (PV), na sessão ordinária desta terça-feira (08/10/2019).

O parlamentar ironizou a iniciativa da reunião que acontece hoje, das 08 às 15 horas, na administração do entreposto comercial. “O que me chama atenção neste grupo político, o secretário Borges Júnior, no mínimo há 14 anos, é da pasta de Desenvolvimento Econômico e agora quer discutir a revitalização do Centro de Abastecimento. Em outras palavras, é o reconhecimento de uma administração falida”, opinou.

O edil afirmou que o Governo Municipal é responsável pela situação de abandono que se encontra o entreposto “pela lama, pela sujeira, a imundície, a prostituição e tudo de ruim, que ao longo dos anos, o governo permitiu que se instalasse no Centro de Abastecimento”. E acrescentou “agem como se tivessem chegado agora ao poder, como se tivessem tomado posse há poucos dias”.

Tourinho ainda citou a avenida Artêmia Pires, como exemplo, da falta de ação da Administração Municipal. “Culpados de terem permitido que uma avenida como aquela, os condomínios invadissem”, disse.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]