Vereador critica a fiscalização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Feira de Santana e denuncia falta de medicamentos em PSF; Luiz Augusto contesta

José Menezes (Zé Filé): a cadeira está praticamente destruída e os materiais estão sem condições de uso para que o dentista possa fazer o seu trabalho.

José Menezes (Zé Filé): a cadeira está praticamente destruída e os materiais estão sem condições de uso para que o dentista possa fazer o seu trabalho.

Na sessão ordinária desta terça-feira (08/10/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador José Menezes (Zé Filé, PROS) comentou sobre o show realizado na última sexta-feira (4) no estádio Joia da Princesa, segundo ele, a festa causou muito incômodo aos moradores que residem próximo ao local.

“As pessoas vieram me contar que a festa foi até as sete horas da manhã, com som altíssimo.  Ninguém conseguiu dormir. Em nenhum momento a Secretaria Municipal de Meio Ambiente compareceu ao local para fiscalizar. A bagunça aconteceu porque a Prefeitura já tinha recebido o dinheiro do aluguel e teve que ficar de bico fechado. Nessa cidade a lei só vale para os pobres, rico faz o que bem quer”, criticou.

O edil também contou que, no dia seguinte ao show no Joia da Princesa, aconteceu uma gravação de DVD em um bar, no bairro Baraúnas, e os agentes da Secretaria interromperam a festa. “Dois pesos e duas medidas aqui é assim que acontece. A festa estava acontecendo às 15 horas e teve que terminar por ordem da Secretaria. Isso é muito injusto, o que vale para um tem que valer para todos”, findou.

Zé Filé denuncia falta de medicamentos no PSF do Viveiros

O vereador José Menezes Santa Rosa (PROS) utilizou a tribuna, durante a sessão ordinária desta terça-feira (08), na Câmara Municipal, para denunciar a falta de estrutura, vacinas e medicamentos no Programa Saúde da Família (PSF) do conjunto Viveiros.

De acordo com Zé Filé, a população do conjunto e os profissionais da saúde da unidade sofrem com este problema, visto que, a falta de vacina, medicamentos e cadeiras atrapalham e, muitas vezes, impedem que as pessoas sejam atendidas.

“Eu estou vendo o conjunto Viveiros que tem um posto de saúde, onde tem uma cadeira de dentista e ele está sem trabalhar por falta de condições. A cadeira está praticamente destruída e os materiais estão sem condições de uso para que o dentista possa fazer o seu trabalho”, relatou o edil. Quanto a falta de medicamentos, o parlamentar ressaltou que “não tem uma injeção, não tem uma vacina, nem medicamentos, não tem nada!” E solicitou que o líder da bancada governista peça a fiscalização do local ao Governo Municipal.

Em aparte, o vereador Lulinha (DEM), discordou da falta completa de materiais e declarou que, dentro de poucos dias, os remédios que estão faltando serão distribuídos para todas as unidades.

Luiz Augusto contesta denúncia feita por Zé Filé

Em discurso, na sessão ordinária desta terça-feira (08/10/2019), o vereador Luiz Augusto de Jesus (DEM) contestou o pronunciamento de Zé Filé (PROS) que subiu à tribuna contrariado e denunciou a falta de estrutura, vacinas e medicamentos na unidade de saúde do conjunto Viveiros.

Lulinha afirmou que o parlamentar foi infeliz ao afirmar que a unidade de saúde do conjunto Viveiros não possui recursos para atender a população do local e sugeriu que, “se isso for verdade, eu peço ao presidente a liberação do carro para irmos juntos ver se tem ou não tem os medicamentos, porque ele disse que não tem nada” e completou “agora, faltar medicamento, pode acontecer”.

Em aparte, o líder da bancada governista, Marcos Lima (Patriota), desafiou o vereador Zé Filé a ir à unidade de saúde do conjunto, após a sessão, para averiguar a veracidade da denúncia.

De volta com a palavra, Lulinha explicou que o procedimento para a aquisição dos medicamentos é burocrático devido ao processo de licitação. Em seguida, mencionou que o prefeito Colbert Martins está trabalhando em diversas melhorias para Feira de Santana e distritos, como pavimentação de ruas, construção de escolas e reformas de quadras esportivas.

Quanto as críticas de Roberto Tourinho (PV) sobre a gestão municipal e requalificação do Centro de Abastecimento da cidade, Lulinha afirmou que o prefeito já deu continuidade a construção do muro que cerca o entreposto e informou que haverá uma audiência pública na Casa para debater as questões da segurança e infraestrutura.

E finalizou “gente, deixa o prefeito trabalhar, o homem está trabalhando por Feira. É um prefeito que paga o salário em dia e não deve nada a ninguém” e completou “você pode até não gostar, mas a cidade está tendo um gestor preocupado com o seu desenvolvimento, um gestor que não fica preso no gabinete, que vai à Brasília buscar recursos para Feira de Santana”.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]