“Funcionamento das universidades públicas está sob ameaça”, alerta deputada Lídice da Mata

Lídice da Mata (PSB-BA), deputada federal.

Deputada Lídice da Mata (PSB-BA) critica política desinvestimento na educação promovida pelo Governo Bolsonaro.

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) afirmou nesta terça-feira (08/10/2019) que o governo Bolsonaro ameaça o funcionamento das universidades públicas. Durante audiência na Comissão de Educação da Câmara, a parlamentar baiana alertou que, além de cortes orçamentários, a União quer interferir na eleição do reitor, desrespeitando a nomeação do mais votado da lista tríplice, tanto nas universidades quanto nos institutos federais de educação.

“Nem na Ditadura Militar eu vi um ministro da pasta que não falasse sobre educação, que não tivesse um projeto mínimo que fosse sobre a educação. É realmente chocante ouvir a fala do atual titular do MEC. Me lembra um ditado popular nordestino: quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece”, comparou.

Para a deputada, cada dia o ministro Abraham Weintreub protagoniza uma cena “dantesca”. “Um dia é com um guarda-chuva, imitando um ator de cinema, outro é imitando cena de programa humorístico. Daqui a uns dias vamos ver o ministro plantando bananeira”, bradou.

Desemprenho das universidades na contramão do governo

Lídice também lembrou que as universidades públicas contrariam o que diz o governo, cujo ministro já chamou as atividades de balbúrdia. “A Ufba, por exemplo, está entre as 14 melhores instituições de ensino do Brasil, a frente de todas as universidades privadas. Com nota 86,95, ela é um orgulho para a Bahia e para o Brasil”, disse.

Quando senadora, Lídice destinou R$ 7,2 milhões para a Ufba por meio de emendas parlamentares.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]