Bahia gera 4.565 novos empregos em setembro de 2019 e segue liderando o Nordeste

Governo da Bahia apresenta dados positivos de geração de empregos para setembro de 2019.

Governo da Bahia apresenta dados positivos de geração de empregos para setembro de 2019.

A Bahia criou 4.565 postos de trabalho com carteira assinada em setembro de 2019, resultado da diferença entre 49.567 admissões e 45.002 desligamentos no período. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas nesta quinta-feira (17/20/2019) e sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

“Este é um resultado importante, que demonstra o dinamismo econômico da Bahia, que segue liderando o Nordeste com 38.002 novos postos de trabalho no acumulado deste ano. Vale destacar que a Construção Civil vem se destacando como o setor da economia que mais tem gerado novos empregos, com saldo positivo de 15.420 neste período, impulsionado pelas obras públicas tocadas pelo Governo do Estado com a construção de hospitais, policlínicas, estradas, escolas, habitações populares, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, dentre outras obras”, destacou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Já o secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, ressaltou a capilaridade dos empregos gerados. “Os números comprovam que as políticas públicas adotadas pelo Governo da Bahia e direcionadas à geração de emprego são acertadas. Este não é um resultado isolado, uma vez que o estado vem liderando o Nordeste o ano inteiro. Esta geração vem ocorrendo nos mais diversos setores da economia, e com capilaridade por todo interior”, disse.

A Bahia exibiu registro positivo para setembro no terceiro ano consecutivo. O resultado ficou acima do verificado no mês de agosto, quando 3.392 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo.

Setorialmente, em setembro, sete segmentos contabilizaram saldos positivos: Construção Civil (+2.145 postos), Comércio (+1.236 postos), Serviços (+624 postos), Indústria de Transformação (+501 postos), Administração Pública (+230 postos), Extrativa Mineral (+120 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+110 postos).

Nos primeiros nove meses de 2019, sete setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+15.420 postos), Serviços (+10.800 postos), Indústria de Transformação (+6.441 postos), Agropecuária (+5.016 postos), Administração Pública (+785 postos), Extrativa Mineral (+633 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+562 postos).

No Nordeste, sete estados totalizaram acumulados positivos em 2019. A Bahia foi seguida por Maranhão (+9.418 postos), Pernambuco (+5.895 postos), Ceará (+5.090 postos), Paraíba (+4.674 postos), Piauí (+3.299 postos) e Rio Grande do Norte (+2.040 postos). Em contrapartida, dois estados nordestinos registraram acumulados negativos: Alagoas (-2.240 postos) e Sergipe (-1.065 postos).

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).