Comitiva marroquina visita a Universidade Estadual de Feira de Santana para discutir internacionalização universitária

Professor Evandro do Nascimento, reitor da Uefs, apresentou a Instituição aos marroquinos e falou sobre as novas possibilidades de cooperação.

Professor Evandro do Nascimento, reitor da Uefs, apresentou a Instituição aos marroquinos e falou sobre as novas possibilidades de cooperação.

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) recebeu na última semana a comitiva acadêmica da Universidade de Cadi Ayyad, do Marrocos, representada pelos diretor e vice-diretor da Faculdade Polidisciplinar de Safi, em Marrakech, respetivamente Prof. Dr. Boumaggard ELHASSAN e Prof. Dr. Mounir BASKRI acompanhados pelo Prof. Dr. Abdelaziz AMRAOUI. A missão acadêmica foi intermediada pela Assessoria Especial de Relações Institucionais (Aeri), em parceria com o Departamento de Letras (DLA), através do professor Humberto de Oliveira, que já desenvolve trabalhos na instituição marroquina.

Os visitantes participaram do V Colóquio Internacional de Estudos Comparados que teve por temática “Cultura popular: vozes e imagens da diversidade cultural”, evento fruto da organização conjunta das duas instituições de ensino superior. Na Uefs a comitiva também participou de seminários e outras manifestações científicas, publicação de livros e atividades de mobilidade de professores e estudantes.

Foram discutidas com a Administração Superior da Uefs as perspectivas que deverão nortear a implementação de quatro eixos que possibilitarão a internacionalização mais efetiva de ambas as universidades.

Professor Evandro do Nascimento, reitor da Uefs, apresentou a Instituição aos marroquinos e falou sobre as novas possibilidades de cooperação prospectadas a partir desse encontro. “O encontro com a comitiva de Marrocos permitiu conhecer melhor as características da Universidade de Cadi Ayyad, com a qual a Uefs já tem acordo de cooperação e um projeto de colaboração na área de Literatura”, informou.

Para a assessora da Aeri, Eneida Soane Campos, o evento foi bom e prazeroso por possibilitar a verificação in loco de como a universidade funciona. Segundo ela, “é sempre bom partilhar, fazer trocas e transferência de conhecimento. A Universidade é beneficiada com isso, a pós-graduação também só tem a ganhar com essa troca de saberes, eles aprendendo com a gente e a gente aprendendo com eles. Isso fortalece os nossos laços e torna a pós-graduação mais ativa”, considerou.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]