Atuação da força-tarefa do Caso Lava Jato opõe maçons, diz coluna Lauro Jardim no Jornal O Globo

Nota da Grande Loja de Santa Catarina sobre o grupo ‘Maçons Progressistas do Brasil’

Em matéria publicada nesta sexta-feira (13/09/2019) por Athos Moura, na coluna de Lauro Jardim do Jornal O Globo, afirma que “até na maçonaria progressistas e conservadores se enfrentam’.

O grupo ‘Maçons Progressistas do Brasil’ divulgou no site da instituição uma nota contra a corrupção desvelada na atuação de procuradores da República, membros da força-tarefa do Caso Lava Jato. No documento,  os Maçons Progressistas pedem a prisão de Sergio Moro, Deltan Dallagnol e dos “demais agentes implicados com a gangue da Lava Jato”:

— A prisão preventiva do Moro, Dallagnol e dos demais agentes implicados com a gangue da Lava Jato é um imperativo ético e é, também, uma urgência democrática.

Em resposta, a Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB) afirmou que o grupo não é uma organização maçônica regular. E respondeu:

— Fica nítido que o referido grupo ou qualquer outro grupo semelhante não tem legitimidade para pronunciar-se como Maçonaria, ou mesmo como uma entidade maçônica, ficando externado e registrado aqui nosso repúdio pelo uso indevido do bom nome da sublime instituição maçônica com fins ideológicos, o que contraria nossos princípios básicos.

Leia +

II Carta ao Povo Brasileiro: pela Petrobrás, soberania nacional, Amazônia e democracia | Por Maçons pela Democracia

Coluna de Lauro Jardim relata conflito entre Maçonaria progressista e conservadora.

Coluna de Lauro Jardim relata conflito entre Maçonaria progressista e conservadora.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]