Vereador critica valores cobrados dos motoristas que têm os carros apreendidos por agentes da SMT de Feira de Santana

José Menezes (Zé Filé): lá existe vaga para estacionar em ângulo, que foi como eu estacionei, mas na parte debaixo com letras minúsculas como contrato de banco diz que o tempo máximo é 15 minutos.

José Menezes (Zé Filé): lá existe vaga para estacionar em ângulo, que foi como eu estacionei, mas na parte debaixo com letras minúsculas como contrato de banco diz que o tempo máximo é 15 minutos.

O vereador José Menezes (PROS) conhecido por Zé Filé usou a tribuna na sessão ordinária desta terça-feira (13/08/2019) para reclamar dos valores cobrados dos motoristas que têm os carros apreendidos por agentes da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT).

Zé Filé contou que seu carro foi guinchado, no dia 24 de julho, por exceder o tempo máximo permitido para estacionar em uma vaga da Rua Monsenhor Mário Pessoa.  “Lá existe vaga para estacionar em ângulo, que foi como eu estacionei, mas na parte debaixo com letras minúsculas como contrato de banco diz que o tempo máximo é 15 minutos. E os agentes ficam do outro lado da rua, fotografando os carros para registrar e chamar o guincho quando ultrapassar o tempo. Ao invés de avisar o motorista e orientar”, reclamou.

O parlamentar afirmou ter tomado um susto ao voltar e não encontrar o veículo.  O edil informou que o valor cobrado pelo guincho foi R$ 244,00 e a diária do pátio R$ 40,00 “O carro não passou nem uma hora no pátio e tive de pagar uma diária. Ainda tem a multa que vou receber”.

“Os valores cobrados pelo Município são mais caros do quê os cobrados pelo Governo Estadual. É uma indústria de multas. Alguém está sendo beneficiado”, disse.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]