João Falcão realiza leitura dramática da peça infanto-juvenil ‘O Pequenino Grão de Areia’ na Casa de Castro Alves, em Salvador

Dramaturgo João Falcão realiza a leitura dramática da sua primeira peça infanto-juvenil O Pequenino Grão de Areia.

Dramaturgo João Falcão realiza a leitura dramática da sua primeira peça infanto-juvenil O Pequenino Grão de Areia.

Com o intuito de dialogar com artistas da cena baiana e com o público, o diretor e dramaturgo João Falcão realiza a leitura dramática da sua primeira peça infanto-juvenil O Pequenino Grão de Areia, na Casa de Castro Alves, no Bairro do Santo Antônio, em Salvador apenas nos dias 10 e 11 de agosto (sábado e domingo), às 17 horas, com entrada gratuita. As senhas serão distribuídas 1 hora antes da sessão. O evento integra a programação da Flipelô 2019.

O elenco é formado por Evelyn Buchegger, Aicha Marques, Leandro Villa, Talis Castro, Fernanda Silva, Lucas Sicupira, Vinicius Bustani e Mariana Borges. Acompanhados por dois músicos, os atores interpretam sete canções de autoria de Falcão. A fábula se passa numa grande praia, onde vivem os grãos com personalidades bem distintas: o grão que ri, o grão chorão, o grão de circo, o grão doutor, o grão raivoso, o grão que dói e o grão sonhador, que se apaixona por uma estrela distante. Apesar das zombarias e obstáculos, o grão sonhador não vai medir esforços para encontrar sua amada, para isso, ele vai contar com a ajuda dos quatro elementos da natureza (água, terra, fogo e ar).

O Pequenino Grão de Areia foi inspirado na marchinha de carnaval Estrela-do-mar, composta por Marino Pinto e Paulo Soledade, imortalizada na voz de Dalva de Oliveira. Escrita e encenada por Falcão, em 1983, desde sua estreia a peça recebeu diversos prêmios, participou de festivais, excursionou pelo país e com frequência é remontada por outros diretores. De acordo com o autor, embora o texto traga uma trama infanto-juvenil, assuntos universais e interessantes para todos os públicos tais como amores ditos impossíveis e a necessidade humana de nunca parar de sonhar são abordados através de metáforas e simbolismos.

Falcão, que há quatro meses estreou em Salvador o musical Sonho de Uma Noite de Verão na Bahia, explica que a leitura, diferente de um grande espetáculo, é mais simples e intimista. Porém, o formato é ideal para abordar a Literatura no Teatro através da história contada em diálogos, com canções e marcações de cenas (rubricas), que foram escritas, especialmente, para essas apresentações.

Sobre o dramaturgo, diretor e músico:

Conhecido do grande público pelos trabalhos dirigidos na Rede Globo (A Comédia da Vida Privada/ Sexo Frágil/ Clandestinos), no cinema pela corroteirização dos filmes O Auto da Compadecida, O Coronel e o Lobisomem e A Dona da História, e no teatro pelo sucesso Ensina-me a Viver, Gonzagão – a Lenda e Gabriela – Um Musical, João Falcão iniciou a carreira artística nos palcos como ator e músico, na capital pernambucana, com Morte e Vida Severina em 1980. Aos 21 anos, fez um rebuliço na cidade com o musical Muito Pelo Contrário – sua estreia como diretor, escritor e compositor de uma mesma montagem. Seus principais trabalhos no teatro são: A Ver Estrelas, Mamãe Não Pode Saber, O Burguês Ridículo (Prêmio Sharp de Melhor Espetáculo), A Dona da História com Marieta Severo e Andréa Beltrão, Uma Noite na Lua com Marco Nanini (prêmios Shell e Sharp por texto e direção), Quem Tem Medo de Virgínia Woolf, Dhrama, Clandestinos (prêmio APTR de melhor texto e o Qualidade Brasil de melhor direção teatral de comédia), Gonzagão – A Lenda (Prêmio Shell de Música; Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Espetáculo; e Prêmio Bibi Ferreira de  Melhor Musical Brasileiro, direção, figurino e direção musical, dentre outros), Ópera do Malandro, Gabriela – Um Musical (diversos prêmios, dentre eles: APCA de Diretor e Bibi Ferreira de Melhor Musical Brasileiro). Na publicidade, dirigiu mais de mil filmes. Ele já teve peças traduzidas para o inglês, francês, espanhol, alemão e hebraico.

Agenda

O que: Leitura dramática O Pequenino Grão de Areia

Quando: 10 e 11 de agosto, 17 horas

Onde: Casa de Castro Alves

Endereço: Rua Passo, n° 52, Santo Antônio.

Ficha-técnica

Texto, direção e canções: João Falcão

Assistente de direção: Igor Epifânio

Elenco: Evelyn Buchegger, Aicha Marques, Leandro Villa, Talis Castro, Fernanda Silva, Lucas Sicupira, Vinicius Bustani e Mariana Borges

Produção: Clayton Marques, Dea Frederico e Marcia Ganem.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]