Feira de Santana em história: A cidade em agosto de 1977 | Por Adilson Simas

Registro de 1977 da fachada da Catedral Metropolitana de Sant’Ana  (Igreja Matriz de Feira de Santana).

Registro de 1977 da fachada da Catedral Metropolitana de Sant’Ana (Igreja Matriz de Feira de Santana).

Vamos fazer mais uma viagem no tempo. Vamos voltar a Feira de Santana de 1977, lembrando o panorama da cidade no dia 10 de agosto de, exatamente há 42 anos. Antes vale lembrar que em 1977 o dia 10 de agosto caiu numa quarta-feira.

O país ainda não respirava a plena democracia, mas na cidade os poderes constituídos funcionavam normalmente.  O executivo era comandado por Colbert Martins e o legislativo por Rubem Carvalho. Ambos do MDB que fazia oposição ao regime.

A câmara era composta de quinze vereadores, oito do MDB e sete da Arena, pois existiam apenas dois partidos. Assim como o prefeito, antes de completar o quatriênio os vereadores ganharam mais dois anos de mandatos, o que permitiu que muitos suplentes assumissem interinamente.

Ainda sobre os poderes, o judiciário tinha em Helio Vicente Lanza e Galileu Lima, dois dos principais juízes. Como o país vivia o ciclo dos generais presidentes, vale frisar que à frente do 35BI estava o tenente coronel Eugenio Vieira de Melo.

Vamos agora lembrar alguns fatos daquele tempo: A câmara criou uma comissão para discutir a situação das indústrias localizadas em áreas fora do centro industrial. 42 anos passados, em que pese muitas reuniões, discussões e sugestões, o problema ainda persiste.

Por sugestão do prefeito Colbert Martins técnicos do antigo EPI começaram a estudar a criação da “Linha Circular” para o transporte coletivo, que logo foi implantada. Ela surgiu em razão da transferência da feira-livre para o Centro de Abastecimento, ocorrida em janeiro daquele ano.

Chefe da 3ª Ciretran, o cap. Antonio Vital levou ao prefeito Colbert Martins, sugestões para serem adotadas no trânsito da cidade, por conta da ”Linha Circular”. Responsável pelo setor, o secretário Eduardo Leal, de Serviços Urbanos, participou do encontro a convite do prefeito.

A UEFS anunciou para fim de agosto e início de setembro, a realização da I Semana da Cultura Italiana. Além da exibição de filmes italianos a semana constou de várias palestras sobre literatura, artes plásticas, histórias e outras artes da cultura italiana.

A câmara local foi incluída na comissão responsável pela elaboração do XIV Encontro Nacional de Vereadores, em salvador, com abertura no Teatro Castro Alves. Carlos Coelho e Beto Oliveira formaram na comissão ao lado dos vereadores soteropolitanos José Carlos Melo e Ewerton Valadares.

Secretário de Turismo, Antônio Miranda reuniu a imprensa e anunciou as primeiras medidas visando dois acontecimentos de agosto: o Dia do Fotografo e o Festival de Teatro Amador. Aproveitou e antecipou que o Trio Nordestino seria uma das atrações da Expofeira, em setembro.

Com uma larga marchem de votos o radioamador feirense Marcio Queiroz Oliveira foi eleito para a chefia da diretoria seccional da Labre na Bahia. A cidade já possuía vários radioamadores, entre eles lembramos aqui o radialista Ávido Medeiros, da antiga Rádio Carioca.

Marcio foi relações públicas na gestão do prefeito Newton Falcão e durante a gestão do governador João Durval Carneiro, teve destacada atuação na governadoria. Seu pai, o advogado e historiador Fernando Pinto de Queiroz, assim como Valdomiro Silva era um desses abusados torcedores do Vitória.

A cidade recebeu a visita de técnicos do antigo Banco Nacional de Credito Cooperativo, tendo frente Augusto Paim. Vieram fazer revisão cadastral na Cooperfeira que pleiteava empréstimo de 2 milhões de cruzeiros para a aquisição de ferramentas e insumos. A Cooperfeira era presidida pelo empresário e pecuarista Wilson Pereira.

*Adilson Simas, jornalista, atua em Feira de Santana.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]