Ex-presidente Lula diz que o ministro Sergio Moro deve explicações e questiona: onde estão os militares nacionalistas?; Confira entrevista

Ex-presidente Lula falou pela primeira vez após STF impedir sua transferência para presídio em São Paulo.

‘Onde estão os militares nacionalistas?’, questiona Lula em entrevista à TVE Bahia. Ex-presidente disse que Sergio Moro deve explicações e alfinetou FHC: “Lamentavelmente ele vai morrer sem aprender a ter convivido com meu sucesso”.

Na quarta-feira (14/08/2019), na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-presidente Lula concedeu entrevista exclusiva ao jornalista Bob Fernandes, a primeira para uma televisão pública desde que passou a cumprir pena, em abril de 2018.

Na entrevista, o ex-presidente afirmou não saber como as informações reveladas pelo site The Intercept nas últimas semanas chegam aos ministros do Supremo Tribunal Federal e que, após tomar conhecimento das mensagens entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallangnol, “a suprema corte pode fazer uma correção” no processo que o condenou.

Para Lula, os últimos acontecimentos no Brasil têm relação com a atuação do governo estadunidense. “Tudo que está acontecendo tem o dedo dos Estados Unidos, que manda mais no Sergio Moro do que a mulher dele”, afirmou.

Com relação ao Procurador do Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol, considera que “desde o dia que ele deu uma coletiva dizendo que não tinha provas contra mim, mas apenas convicções, o Conselho Nacional do Ministério Público tinha que ter tirado esse moleque”. E afirmou que não pretende solicitar progressão da pena para sair da condição atual em Curitiba. “Estou aqui até para provar que eles são bandidos e eu não”, disse.

Sobre a política econômica do Governo Federal, Lula afirmou que “o papel do Ministro Paulo Guedes é destruir a economia brasileira”, e perguntou “onde estão os militares nacionalistas?”.

Em relação a operação Lava Jato, Lula disse que “o que aconteceu foi que os delatores foram premiados”. Ao comentar que sua vida inteira foi investigada, o ex-presidente afirmou que “As minhas palestras não eram clandestinas como as do Dallagnol”.

A respeito da revelação recente da suposta orientação do ex-juiz Sérgio Moro em não solicitar a apreensão do celular do ex-deputado federal Eduardo Cunha, perguntou: “você acha normal uma Polícia Federal que vai na minha casa e revira tudo não ter coragem de pegar o telefone do Eduardo Cunha?”.

Ao questionar a parcialidade da Rede Globo na cobertura jornalística, Lula disse que “Bolsonaro foi o monstro que surgiu, mas não era o que a Rede Globo esperava. Não tiveram coragem de lançar o Luciano Huck. E até agora, pasmem, dia 14 de agosto, a Globo não teve a pachorra de publicar as mensagens reveladas pelo Intercept”.

Confira vídeo

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]