Agenda 2030: Evento no Brasil mostra como sociedade e comunicação podem ajudar a preservar os oceanos

Cartaz anuncia Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14, Vida na Água, da Agenda 2030 da ONU.

Cartaz anuncia Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14, Vida na Água, da Agenda 2030 da ONU.

O evento está comprometido com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14, Vida na Água, da Agenda 2030. Aberto ao público e com participação gratuita, workshop será realizado no dia 3 de setembro de 2019 no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro; objetivo é aumentar a consciência e engajar pessoas sobre a importância dos mares e trazer o tema à tona.

A relação do oceano com a sociedade e como a comunicação consegue envolver as pessoas para que compreendam essa ligação e protejam os ecossistemas marinhos serão os fios condutores do Conexão Oceano, o primeiro evento de comunicação para a Década do Oceano.

O período que ocorre entre 2021 e 2030 foi declarado pelas Nações Unidas como a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, ou simplesmente Década do Oceano.

Unesco: tema é essencial para a sustentabilidade do planeta e sempre relevante para o Brasil, um país que tem um litoral de quase 7,5 mil quilômetros., by Felipe Varanda/Divulgação Iphan
Objetivo
O evento voltado a comunicadores, influenciadores, acadêmicos, pesquisadores e sociedade em geral, tem como objetivo conscientizar e engajar as pessoas sobre a importância dos mares e trazer o tema à tona.

Com formato dinâmico, o workshop trará roda de conversa, intercâmbio de ideias e casos de sucesso em apresentações que demonstram o impacto do oceano sobre temas como empreendedorismo, inovação, esporte e entretenimento.

Participantes

Entre os participantes confirmados estão os velejadores Isabel Swan e Lars Grael e o embaixador da Boa Vontade da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Oskar Metsavaht. Outros participantes são o  economista Vilfredo Schurmann, a atriz e apresentadora Maria Paula Fidalgom, as jornalistas Paulina Chamorro e Paula Saldanha e o surfista e empresário Rico de Souza.

A diretora e representante da Unesco no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, destacou que o evento abre as atividades da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, visando ampliar a cooperação internacional e promover a preservação dos oceanos e a gestão dos recursos naturais. Para ela, “este é um tema essencial para a sustentabilidade do planeta e sempre relevante para o Brasil, um país que tem um litoral de quase 7,5 mil quilômetros”.

Conexão Oceano

O Conexão Oceano é promovido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Comissão Oceanográfica Intergovernamental, COI, Unesco e Museu do Amanhã.

O evento está comprometido com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14 (Vida na Água) da Agenda 2030.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).