Política de privatização da Petrobras é criticada em audiência pública na Câmara dos Deputados; Deputado Zé Neto promoveu debate sobre Pré-Sal e a política de exploração do petróleo e gás

Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara dos Deputados debateu política de privatização da Petrobras e exploração do Pré-Sal. Iniciativa foi do parlamentar José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT-BA). Debate ocorreu nesta quarta-feira (10/07/2019).

Na Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara dos Deputados, debatedores criticaram severamente política de privatização do Governo Bolsonaro, para o setor de petróleo e gás do Brasil. Iniciativa foi do parlamentar José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT-BA).

Na manhã desta quarta-feira (10/07/2019), no Anexo II da Câmara dos Deputados, Plenário 5, foi realizada a audiência pública para discutir a situação do Pré-Sal. O encontro aconteceu na Comissão de Desenvolvimento Econômico e foi promovido pelo deputado federal José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT-BA), vice-líder do PT na Câmara.

Além do deputado, estiveram presentes Renata Isfer, Secretária Adjunta de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Marcelo Paiva de Castilho Carneiro, Superintendente de Desenvolvimento e Produção da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP, Roberto Furian Ardenghy, Diretor de Relacionamento Institucional da Petrobras, Antônio Guimarães, Secretário-Executivo do Instituto Brasileiro de Petróleo e Biocombustíveis – IBP, José Maria Rangel, Coordenador-Geral da Federação Única dos Petroleiros – FUP, Guilherme Estrella, Ex-Diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Paulo César Ribeiro Lima, Consultor Técnico na Área de Gás e Petróleo e o economista Cláudio da Costa Oliveira.

“Venderam mentiras desde a época do golpe. Nunca houve – como eles sempre propagaram -, um desequilíbrio econômico na Petrobras, ao contrário, sempre houve superávit, sempre houve equilíbrio fiscal, sempre houve uma situação privilegiada para a empresa, mesmo quando não estávamos fazendo investimentos grandiosos como a Bacia de Gás do Paraná, a Bacia de Gás da região nordeste da Bahia – em Tucano e que atende há 3 estados – , o pré-sal e outros tantos investimentos que sempre foram objetos da nossa intenção de avançar no crescimento da Petrobrás e a sua produção. E em todo esse tempo, nunca tivemos uma outra situação, senão, uma empresa importante demais estrategicamente para a nossa soberania, para o nosso estado brasileiro”, informou o deputado.

Zé Neto, completou ainda: “E hoje, nós discutimos os rumos do pré-sal, que nesse ambiente em que todo mundo fica de olha nos debates da previdência – e tem que olhar mesmo – , acaba que estão tomando posicionamentos que são muito graves  e nos preocupam por demais, principalmente agora com esse lançamento da política de gás. A indústria tem várias tecnologias que vai depender do gás por muitos anos e o gás é uma alternativa mais barata, é uma alternativa mais próxima das indústrias. E a gente precisa discutir isso, discutir pré-sal, discutir a Petrobrás e ouvir, tanto de governo, quanto às apresentações dos trabalhadores e dos empresários, como é que as coisas estão sendo postas para que tenhamos mais condições para intervir com mais qualidade”.

“Sempre é bom a gente trazer a tona, a importância que o Pré-sal tem para a sociedade brasileira. O pré-sal quando foi descoberto, ele se apresentou para nós, como uma possibilidade de passaporte para o futuro e hoje, o que a gente assiste, é uma verdadeira entrega desse patrimônio que poderia ser transformado em recursos para a saúde, para a educação, geração de emprego, aprimoramento da nossa engenharia. Isso tudo está escorrendo pelo ralo. E com um discurso – que ele se torna, desde 2015, quando estivemos aqui na apresentação do Projeto de Lei de José Serra, que veio para mudar a lei da partilha – nós já dizíamos que tudo aquilo que eles falavam era falácia. Hoje, estamos produzindo com um custo abaixo do Arábia Saudita. Os maiores campos de produção do mundo, hoje, são do pré-sal e lamentavelmente a sociedade brasileira não tem a dimensão dessa discussão. Então, essa é uma iniciativa muito válida, a do deputado Zé Neto (PT-BA), diz José Maria Rangel, Coordenador-Geral da Federação Única dos Petroleiros – FUP.

O encontro teve um papel importante para reabrir o debate do pré-sal e também, abrir um amplo debate sobre a importância do petróleo na nossa economia mundial alinhada a todas as questões do petróleo e do pré-sal. Além disso, o debate é importante para o entendimento da nova política de gás que está sendo redimensionada pelo governo – ainda há coisas por demais nebulosas – que podem inclusive, trazer dificuldades para o nordeste brasileiro, especialmente para a Bahia.

Confira vídeo

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]