Vereador critica falta de medicamento em CAPSad de Feira de Santana

Roberto Tourinho: não adianta a pessoa passar pelas consultas com psicólogo, psiquiatra e não receber o medicamento necessário.

Roberto Tourinho: não adianta a pessoa passar pelas consultas com psicólogo, psiquiatra e não receber o medicamento necessário.

A gestão da Saúde Pública em Feira de Santana recebeu duras críticas do vereador Roberto Tourinho (PV), na sessão desta quarta-feira (12/06/2019), na Câmara municipal.

Segundo o vereador, o setor da saúde é alvo das maiores reclamações dos feirenses. Ele destacou que a pesquisa realizada pela Equalip – Consultoria Estatística & Qualidade, divulgada ontem (11), apontou a “saúde oferecida nos postos municipais como o pior serviço na cidade, com 70,2%”

Tourinho acrescentou que recebeu uma denúncia que falta a medicação Cloridrato de Fluoxetina no Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPSad). Segundo o vereador, o remédio é essencial para os pacientes em abstinência de álcool e drogas.  “Não adianta a pessoa passar pelas consultas com psicólogo, psiquiatra e não receber o medicamento necessário”, avaliou.

“Lamentável! Se não tivessem roubado o dinheiro da Saúde Pública, desviado R$70 milhões não faltaria dinheiro para comprar o cloridrato de fluoxetina”, enfatizou.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]