Senador Otto Alencar diz que retaliação do Governo Bolsonaro ao Estado da Bahia será respondida; Governo de extrema-direita prejudica população ao postergar autorização de empréstimo de R$ 770 milhões

Otto Alencar, senador da República, lembrou ao presidente Jair Bolsonaro que a Bahia é a terra da luta pela liberdade e retaliações aos interesses do estado serão respondidas.

Otto Alencar, senador da República, lembrou ao presidente Jair Bolsonaro que a Bahia é a terra da luta pela liberdade e retaliações aos interesses do estado serão respondidas.

Ao comentar sobre a aprovação pelo Plenário do Senado Federal, realizada nesta terça-feira (18/06/2019), do empréstimo de U$ 37 milhões (cerca de R$ 140 milhões) pelo governo de Pernambuco junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo a União como garantidora, o senador Otto Alencar (PSD-BA) criticou severamente o Governo Bolsonaro, por atos persecutórios contra o Estado da Bahia, cuja finalidade é postergar a autorização de empréstimo requisitado pelo governo Rui Costa (PT), no montante de US$ 200 milhões, cerca de R$ 772 milhões, tendo como agente financiador o Banco Europeu de Investimento.

Segundo o senador, a Bahia é um dos estados do Nordeste mais bem organizado do ponto de vista fiscal, mas não consegue a autorização em função do que classificou como “discriminação” do Governo Bolsonaro o povo da Bahia.

Na prática, o governo de extrema-direita do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) age de forma patológica, com víeis autoritário e excludente, típico de governos despóticos e antidemocráticos. Mas, a esse despotismo, lembrou Otto Alencar que a Bahia é a terra da luta pela liberdade.

— Quero fazer este registro aqui porque, se continuar esse cerco, essa discriminação contra o meu estado, nós vamos reagir de maneira muito forte — afirmou Otto Alencar.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se comprometeu a fazer uma manifestação do Senado em defesa do empréstimo da Bahia.

— Estamos fazendo hoje o de Pernambuco, já fizemos o do Ceará, já fizemos o do Espírito Santo, e é legítimo que o Senado delibere em relação ao empréstimo do estado da Bahia. Eu, como presidente do Congresso, farei chegar ao conhecimento do governo federal, da Secretaria do Tesouro Nacional que encaminhe a mensagem para que o estado da Bahia possa acessar esses recursos para melhorar a infraestrutura do estado — prometeu.

Confira vídeo

 

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).