Às vésperas da Greve Geral, centrais sindicais apostam na unidade

Centrais Sindicais buscam unidade para ampliar protestos contra o Governo Bolsonaro.

Centrais Sindicais buscam unidade para ampliar protestos contra o Governo Bolsonaro.

Nesta semana, as 12 centrais sindicais brasileiras entram na semana decisiva de mobilizações para a Greve Geral contra a reforma da Previdência, marcada para a próxima sexta-feira (14/06/2019).

Uma das atividades marcadas para o começo da semana é a coletiva de transportes em São Paulo, onde deve ser anunciado quais setores vão paralisar. Outras categorias também divulgaram plenárias para cravar a adesão à greve.

Além de paralisações, estão previstos atos de ruas nas capitais dos estados. Em São Paulo, a manifestação contra a principal pauta do governo de Jair Bolsonaro (PSL) ocorre na Avenida Paulista, às 14 horas.

A sindicalista Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários da região da Baixada Santista e dirigente da Intersindical, também destaca a importância do apoio de estudantes e professores à greve geral. Eles protagonizaram, em maio, as maiores manifestações contra o governo Bolsonaro, por causa dos anúncios dos cortes na Educação.onseguiram chegar, mas que vão estar na manifestação.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]