Apresentação do espetáculo ‘Divórcio na roça’ divertiu público do Mercado de Arte Popular de Feira de Santana

Cena do espetáculo 'Divórcio na roça'.

Cena do espetáculo ‘Divórcio na roça’.

Não foi um casamento na roça. Foi um divórcio na roça. A bem-humorada peça, baseada na obra “Juiz de Paz”, do dramaturgo Martins Pena, levou ao riso largo o público que lotou o espaço de eventos do Mercado de Arte Popular de Feira de Santana (MAP), neste sábado (08/06/2019). A iniciativa foi promovida pela Prefeitura.

Juiz de paz era um magistrado, frequentemente sem formação jurídica, que exercia diversas funções judiciais consideradas, em cada lugar e época, como “menores” (pequenas causas ou demandas, casamentos etc.), resolvendo as contendas através de conciliação. A sua presença era comum nas pequenas cidades.

A peça apresentada pelo ‘Grupo Ser eus’ pela primeira vez no palco do MAP, e readaptada pelo grupo, conta a divertida história de uma noiva no dia do casamento. E o furdunço se instala no ambiente.

São padre, juiz, testemunhas, pais e mães dos noivos, feiticeira que se envolvem numa grande e divertida confusão. No final, tudo acaba em passe de quadrilha junina, uma das mais belas manifestações da cultura nordestina.

O público gostou da peça e aplaudiu de pé o elenco. “O MAP é um espaço democrático, onde todas as manifestações culturais são bem-vindas”, disse Laurinda Matos, que frequenta o espaço. “E esta peça foi bem-vinda”.

A atriz e diretora Tânia Rodrigues disse considerar positiva a resposta do público à apresentação. “As pessoas foram muito acolhedoras”. O grupo foi formado há dois anos por alunos e ex-alunos do CUCA.

“O que buscamos é a formação de planteia”, afirmou a diretora. Para tanto, o grupo idealizou o projeto “O teatro vai aos bares”. Já se apresentaram na Casa da Cultura, Arpoador, no restaurante Kilo Grill e no Sesc.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]