Secretário estadual Jerônimo Rodrigues lamenta falecimento de Ildes Ferreira, secretário municipal de Feira de Santana e professor da UEFS

Ildes Ferreira de Oliveira teve destacada atuação no desenvolvimento social de Feira de Santana, participando ativamente da vida política do município.

Ildes Ferreira de Oliveira teve destacada atuação no desenvolvimento social de Feira de Santana, participando ativamente da vida política do município.

Em comunicado ao Jornal Grande Bahia (JGB), Jerônimo Rodrigues, secretário estadual da Educação da Bahia, lamentou profundamente a morte de Ildes Ferreira de Oliveira, secretário de Desenvolvimento Social de Feira de Santana (SEDESO), ocorrida nesta terça-feira (21/05/2019), em Feira de Santana.

“Lamento profundamente a morte de Ildes Ferreira, tinha por ele uma relação de amizade e respeito paternal. Eu o considerava uma pessoa iluminada pela missão de ajudar o próximo”, disse Jerônimo Rodrigues.

Ildes Ferreira compartilhou, ao lado de secretário Jerônimo Rodrigues, experiências profissionais na Universidade de Estadual de Feira de Santana (UEFS) e no Movimento de Organização Comunitária (MOC), locais onde ambos desenvolveram extenso trabalho social.

Em 2007, Jerônimo Rodrigues ocupou a função de assessor especial do então secretário estadual Ildes Ferreira. A relação constituída ao longo das décadas foi transformada em uma amizade profunda, no mesmo nível em que um pai tem para com um filho.

Velório, missa e sepultamento

O velório do corpo de Ildes Ferreira ocorre à partir das 9 horas, desta terça-feita (21), no saguão da Câmara Municipal de Feira de Santana e o sepultamento será realizado no Cemitério Jardim Celestial, às 15 horas, onde será celebrada missa de corpo presente pelo arcebispo emérito de Feira de Santana, dom Itamar Vian.

Resumo biográfico

Ildes Ferreira de Oliveira nasceu em 3 de agosto de 1948, em Valente, no semiárido da Bahia. Conviveu com as dificuldades de um sertanejo de origem humilde. Ainda criança, trabalhou na lavoura e na colheita do sisal. Iniciou a militância política na juventude, participando das lutas sociais da Região Sisaleira, durante e após o Golpe Civil-Militar de 1964.

Sociólogo formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA, 1977), Ildes Ferreira possuía doutorado em Desenvolvimento Urbano e Regional pela UNIFACS (2013) e Mestrado Profissional Territorial. Ele era professor titular da UEFS, coordenava o Núcleo de Extensão e Desenvolvimento Territorial (NEDET) da UEFS (apoio SDT/MDA-CNPq), com atuação nos Territórios de Identidade do Sisal e Semiárido Nordeste II e era pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além de atuar como membro da diretoria do Instituto de Cooperação Belgo-Brasileira para o Desenvolvimento Social (DISOPBRASIL).

Enquanto professor titular da UEFS, destinou a maioria dos projetos de pesquisa e extensão para a região semiárida e, desde de 1º de janeiro de 2013, Ildes Ferreira ocupava a secretaria de Desenvolvimento Social de Feira de Santana (SEDESO), tendo sido nomeado pelo então prefeito José Ronaldo e reconfirmado no cargo pelo prefeito Colbert Martins Filho.

Um dos pontos de destaque na atuação social de Ildes Ferreira foi o trabalho desenvolvido, de 1974 a 2015, no MOC, tendo, inclusive, assumido o cargo de secretário executivo.

Ex-vereador de Feira de Santana pelo PMDB, ele foi secretário municipal durante a gestão de Colbert Martins (★12/11/1932 — † 8/11/1994), pai do atual prefeito de Feira de Santana, assumindo as funções de secretário municipal de Habitação Popular e Desenvolvimento Comunitário de Feira de Santana (1989 a 2001) e secretário municipal de Agricultura e Recursos Hídricos de Feira de Santana (abril de 1991 a 2002). Ele foi, também, secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (SECTI), de janeiro de 2007 a agosto de 2009, durante o Governo de Jaques Wagner.

Ildes Ferreira ao lado de membros do MOC e de participantes de cursos promovidos pela entidade, em registro de 17 de maio de 2005.

Ildes Ferreira ao lado de membros do MOC e de participantes de cursos promovidos pela entidade, em registro de 17 de maio de 2005.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).