Durante entrevista, deputado Targino Machado elogia governador Rui Costa e o presidente da ALBA e critica prefeito de Feira de Santana

Deputado estadual Targino Machado (DEM), líder do Bloco de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), elogia oposicionistas e critica aliados.

Deputado estadual Targino Machado (DEM), líder do Bloco de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), elogia oposicionistas e critica aliados.

Ao participar de entrevista no programa ‘Silvério Silva’ neste domingo (26/05/2019), o deputado estadual Targino Machado (DEM), líder do Bloco de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), foi questionado, durante quadro ‘Para quem você tira o chapéu’, sobre notas que atribui a personalidades da política. A surpresa nas declarações do parlamentar foi o fato de elogiar oposicionistas e criticar aliados.

Ao avaliar o trabalho desenvolvido pelo deputado Nelson Leal (PP) no cargo de presidente da ALBA, Targino Machado atribuiu nota 10 e afirmou que “até o momento, ele realiza um excelente trabalho”.

Quanto ao governador Rui Costa (PT), ele atribuiu nota 7,5, de 10, e disse que essa foi a aprovação que o povo da Bahia concedeu nas urnas. Targino Machado disse que o governador realiza um bom trabalho, mas lamentou o fato de defender cobrança de valores no ensino superior.

Conflito em Feira de Santana

Quanto ao prefeito Colbert Martins Filho (MDB), Targino Machado censurou a gestão que conduz em Feira de Santana e lamentou o fato de o Município não liberar o alvará da rede de clínicas beneficentes na qual ele atuava na periferia da cidade, prestando serviço médico à comunidade carente. Uma investigação estadual resultou no fechamento das clínicas, posteriormente, a investigação resultou em ação judicial.

Em 16 de dezembro de 2018, o Ministério Público Eleitoral (MPE) encaminhou representação ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE Bahia). Na peça processual, o MPE afirma que a população era atendida pelo deputado Targino Machado “em clínicas clandestinas em Feira de Santana e, de lá, transportada para os municípios de Cachoeira e São Félix, onde tinham acesso, irregularmente, a serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em mais de uma oportunidade, Targino Machado negou a acusação formulada pelo MPE, disse quer era perseguido politicamente por opositores e pseudo aliados e afirmou que aguarda autorização da Prefeitura de Feira de Santana para que possa voltar a atender, na função de médico, a população que vive na periferia da cidade. Ele lembrou que jamais cobrou a quem quer que seja pelas consultas que realiza e que faz isso como gesto de doação pessoal à comunidade.

A impressão que passou durante a entrevista é de que esse é o ponto no qual ocorre cisão na relação com o grupo liderado por José Ronaldo (DEM) em Feira de Santana, fato que levou Targino Machado a requisitar, em pronunciamento no plenário da ALBA, a demissão da secretária municipal da Saúde e do procurador-geral em decorrência dos nomes dos mesmos terem sidos citados no processo judicial do Caso Pityocampa, embora ambos não estejam na condição de investigados e ou denunciados pelo Ministério Público da Bahia (MPBA).

Sobre o Caso Pityocampa, em 27 de dezembro de 2018, o Ministério Público liderou a força-tarefa com a finalidade de investigar desvios de recursos da saúde pública de Feira de Santana envolvendo a atuação da Cooperativa de Trabalho Ltda. (COOFSAÚDE). A investigação resultou na Ação Penal de nº 0577821-78.2018.8.05.0001, contra Haroldo Mardem Dourado Casaes, Salomão Abud do Valle, Helton Marzo Dourado Casaes, Robson Xavier de Oliveira, Januário do Amor Divino, Cléber de Oliveira Reis, Rogério Luciano Dantas Pina, Diego Januário Figueiredo da Silva e Aberaldo Rodrigues Figueiredo.

Possível candidatura em 2020

Outro ponto abordado na entrevista foi com relação a projetos políticos. Ao comentar sobre possível candidatura à prefeito de Feira de Santana em 2020, o deputado disse que certamente não será um dos nomes escolhidos pelo ex-prefeito José Ronaldo a disputar o pleito.

Targino Machado não respondeu se pretende concorrer, embora esteja filiado ao mesmo partido que Ronaldo e sabendo do fato do ex-prefeito controlar a legenda no município.

Questionado se José Ronaldo vai apoiar Colbert Martins Filho à reeleição, ele disse acreditar que o ex-prefeito vai apoiar quem estiver melhor na pesquisa.

Confira vídeo

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).