Coluna de Antônio José Larangeira de 2 de maio de 2019

Por unanimidade, o TJBA decidiu acolher pedido da defesa do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, relativo a uma ação movida pelo Ministério Público.

Por unanimidade, o TJBA decidiu acolher pedido da defesa do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, relativo a uma ação movida pelo Ministério Público.

O presidente da Câmara Municipal, José Carneiro Rocha, não gostou da festa momesca e avaliou como desrespeito a forma do tratamento recebido pela Câmara Municipal de Feira de Santana.

O presidente da Câmara Municipal, José Carneiro Rocha, não gostou da festa momesca e avaliou como desrespeito a forma do tratamento recebido pela Câmara Municipal de Feira de Santana.

O arcebispo metropolitano dom Zanoni Demettino e o emérito dom Itamar Vian poderão estar hoje na Assembleia da CNBB.

O arcebispo metropolitano dom Zanoni Demettino e o emérito dom Itamar Vian poderão estar hoje na Assembleia da CNBB.

Extinta ação contra Ronaldo

Por unanimidade, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) decidiu acolher pedido da defesa do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, relativo a uma ação movida pelo Ministério Público, que trata da contratação emergencial de uma cooperativa para manter serviços essenciais de saúde no município, em 2013, início do seu terceiro mandato. A decisão do TJBA, na prática, extingue o processo. Ao assumir o mandato, em 2013, José Ronaldo encontrou a cooperativa (COOPERSADE) prestando os serviços, sob contrato emergencial efetuado na gestão do seu antecessor, Tarcízio Pimenta. Determinou a realização de licitação pública de imediato (a primeira daquela gestão), mas o processo foi interrompido por questões alheias à vontade da administração municipal.

Avaliação da micareta

Prefeito Colbert Martins Filho e o secretário Edson Borges avaliaram positivamente a realização da Micareta 2019 e destacaram presença maciça de público. Aproximadamente 1,3 milhão de foliões participaram dos 4 dias de festejos da Micareta 2019 de Feira de Santana. O dado é oriundo do reconhecimento facial realizado pela Polícia Militar, realizado durante as revistas de acesso ao circuito da festa e foi apresentado na segunda-feira, em entrevista coletiva concedida pelo prefeito Colbert Martins Filho (MDB). Para a realização da festa foram investidos cerca de R$ 10 milhões, oriundos de recursos próprios. Além da participação popular o alcaide, destacou o início dos festejos no horário diurno, retomando antiga tradição da folia.

Não gostou

O presidente da Câmara Municipal, José Carneiro Rocha, não gostou da festa momesca e avaliou como desrespeito a forma como a Casa da Cidadania foi tratada durante a Micareta, com relação ao camarote, e não poupou críticas ao secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges. Ao reconhecer o sucesso de público da Micareta e o empenho do secretário de Cultura, Esporte e Lazer Edson Borges na realização da festa, avaliou como incompetência a falta de patrocínio de cervejaria. “O senhor perdeu um milhão de reais de patrocínio da Ambev, então nem tudo são flores. Isso tem que ser dito, faltou competência para garantir o patrocínio da Ambev, que todos os anos participa da festa”, criticou, referindo-se ao secretário.

Arcebispos na CNBB

Está realizando em Aparecida,a 57a Assembleia Geral da CNBB Nacional , onde participam os 323 bispos na ativa,171 bispos eméritos e representantes de organismos e pastorais da Igreja. Entre as tarefas está a atualização das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE) da Igreja no Brasil para o quadriênio 2019 a 2023. Também será eleita a nova presidência da CNBB. Está anunciada a presença do arcebispo metropolitano de Feira de Santana, dom Zanoni Demettino e do emérito dom Itamar Vian.

Contribuição sindical

A decisão da Prefeitura de Feira de Santana de seguir a Medida Provisória encaminhada ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) que impede que o Poder Executivo desconte em folha a contribuição sindical dos servidores para as suas respectivas entidades, poderá não ocorrer. É que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Feira de Feira de Santana, que tem como presidente Hamilton Ramos), ganhou o direito para que o recolhimento seja mantido junto ao contracheque da categoria, até que a MP seja votada pelos parlamentares. A decisão saiu da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana que tem como titular o Juiz Gustavo Hungria.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Antonio José Larangeira
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]