Setor de serviços da Bahia recua 0,5% de janeiro para fevereiro de 2019

Tabelas informam índice e variação nominal e do volume das atividades turísticas no mês de fevereiro de 2019.

Tabelas informam índice e variação nominal e do volume das atividades turísticas no mês de fevereiro de 2019.

O volume do setor de serviços na Bahia caiu 0,5% em fevereiro, frente a janeiro, na série com ajuste sazonal. Foi um recuo muito próximo da média nacional 0,4%, num mês de resultados negativos disseminados, em 22 dos 27 estados.

Frente a janeiro, o setor de serviços caiu mais em Mato Grosso (-6,0%) e no Pará (-5,5%) e teve seus melhores resultados em Tocantins (12,6%) e São Paulo (1,0%).

Apesar da queda em relação ao mês imediatamente anterior, os serviços baianos tiveram, em 2019, um fevereiro melhor que o de 2018, com crescimento de 4,1% no volume do setor. Foi o primeiro resultado positivo nessa comparação depois de quatro quedas seguidas (desde outubro de 2018) e o melhor para um mês de fevereiro desde 2014 (7,4%).

O desempenho dos serviços na Bahia, nesse confronto, ficou um pouco acima da média nacional (3,8%) e acompanhou o movimento positivo verificado em 12 dos 27 estados. Frente a fevereiro de 2018, o setor teve seus melhores resultados no Tocantins (13,4%) e no Maranhão (9,6%), e os piores no Amapá (-13,3%) e no Acre (-17,3%).

Com o resultado de fevereiro, o setor de serviços na Bahia passou a apresentar uma variação positiva de 0,2% no acumulado no ano de 2019, frente ao mesmo período do ano anterior. Apesar de tímido e bem aquém da média nacional (2,9%), foi o primeiro resultado positivo nessa variável acumulada depois de dois anos de quedas seguidas, desde fevereiro de 2017.

Já nos 12 meses encerrados em fevereiro, os serviços seguem acumulando resultado negativo no estado (-2,3%), diferentemente do país como um todo, onde se verifica uma variação positiva nesse indicador (0,7%).

Desempenhos positivos dos transportes (11,3%) e serviços profissionais (10,4%) puxam setor de serviços baiano para cima em fevereiro

O avanço no volume do setor de serviços baiano em fevereiro frente ao mesmo mês de 2018 (4,1%) foi resultado dos desempenhos positivos dos segmentos de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (11,3%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (10,4%).

O segmento de transporte é o que tem mais peso na estrutura do setor de serviços na Bahia e voltou a crescer após quatro recuos consecutivos (de outubro/18 a janeiro/19).

Já os serviços profissionais, segmento que reúne sobretudo serviços prestados às empresas, vêm apresentando resultados predominantemente positivos desde março do ano passado, embora tivessem iniciado o ano de 2019 com uma queda (-1,0%).

Dentre os segmentos com resultados negativos, as principais pressões sobre o índice geral vieram, mais uma vez, dos serviços de informação e comunicação (-3,9%) e dos serviços prestados às famílias (-4,1%).

O segmento de informação e comunicação apresenta retrações seguidas desde julho de 2017, enquanto os serviços prestados às famílias tiveram a segunda queda consecutiva, depois de terem crescido, mês a mês, durante todo o segundo semestre de 2018.

Serviços ligados ao turismo na Bahia têm quedas tanto frente a janeiro (-4,1%) quanto na comparação com fevereiro de 2018 (-1,9%)

Em fevereiro, as atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia caíram tanto em relação a janeiro (-4,1%), na série com ajuste sazonal, quanto frente a fevereiro de 2018 (-1,9%).

Na comparação com janeiro, as atividades turísticas também recuaram no país como um todo (-4,8%), entretanto, frente a fevereiro de 2018, o resultado nacional foi positivo (5,0%).

Em relação a janeiro, apenas o Espírito Santo teve crescimento das atividades turísticas (1,5%). Já no confronto com fevereiro de 2018, o desempenho desse segmento foi positivo em metade dos 12 estados em que ele é investigado separadamente.

Como já havia ocorrido em janeiro, os serviços ligados ao turismo na Bahia tiveram em fevereiro desempenho bem inferior ao dos demais estados nordestinos para os quais há resultados nesse recorte. Pernambuco registrou crescimento de 4,4%, e Ceará teve o segundo maior aumento (13,2%), abaixo apenas de São Paulo (14,7%).

No ano de 2019, as atividades de serviço ligadas ao turismo acumulam queda de 3,4% na Bahia, a segunda mais intensa, acima apenas de Santa Catarina (-6,1%). Já nos 12 meses encerrados em fevereiro, o turismo baiano recua 1,7%, terceiro pior resultado, acima de Paraná (-6,0%) e Rio de Janeiro (-2,4%).

Em ambos os casos, o desempenho da Bahia está aquém da média nacional. No Brasil, o volume das atividades de serviço ligadas ao turismo cresce 4,3% no ano de 2019 e 3,1% nos 12 meses encerrados em fevereiro.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]