João Guisande continua em cartaz com espetáculo ‘Retratos Imorais e o espetáculo Foi Por Esse Amor’, no Espaço Cultural da Barroquinha, em Salvador

Espetáculo 'Foi Por Esse Amor' é uma comédia em que João Guisande contracena com o próprio pai, Antônio Roque.

Espetáculo ‘Foi Por Esse Amor’ é uma comédia em que João Guisande contracena com o próprio pai, Antônio Roque.

O solo Retratos Imorais e o espetáculo Foi Por Esse AMOR estão no projeto João Guisande em Repertório, ator indicado ao Prêmio Braskem de 2018 pelas duas obras, que ocupam até 21 de abril, sábados e domingos, às 19 horas, o Espaço Cultural da Barroquinha.

O espetáculo Foi Por Esse AMOR será apresentado aos sábados – 13 e 20 de abril, uma comédia em que João Guisande contracena com o próprio pai, Antônio Roque, coronel da polícia militar da Bahia, aposentado, baiano de corpo, alma e coração, e agora ATOR.

O solo Retratos Imorais em cartaz aos domingos – 14 e 21 de abril – é inspirado em dois contos do escritor cearense Ronaldo Correia de Brito – Mãe em Fuligem de Candeeiro e Mãe numa Ilha deserta.

Solidão

Retratos Imorais traz as personagens Edmundo e Marivaldo, criadas por Ronaldo Correia de Brito, que compartilham em cena uma solidão conhecida por muitos, moradores de ilhas desertas e paisagens de aglomerados. São dois monólogos em um solo e as personagens são totalmente opostas, “dois homens desconhecidos, diferentes, cada um com a sua história”.

Edmundo e Marivaldo se unem pelo fio invisível da poética nos avessos de duas almas, propositadamente abandonadas, no universo do absurdo da solidão humana. “Aos poucos, concluímos que existe algo de absurdo que os aproxima a solidão, a vontade de viver e de inventarem suas vidas”, pontua o intérprete.

Edmundo, personagem da primeira história, aceitou o “emprego” de faroleiro numa ilha depois de uma desilusão amorosa. Revive o drama da afetividade, da masculinidade, do ser ou não aceito. Edmundo tem por obrigação acender um farol que deve guiar navegantes desconhecidos. Põe luz nas trevas, tenta clarear o escuro de si mesmo e dos outros. São retratos de contradições, opostos inexplicados, resíduos de marés, tempestades e anoiteceres.

Marivaldo é um personagem não-binário e tem uma alma delicada tocada pelas memórias absurdas da mãe. Procura o seu encontro na pintura de retratos em fuligem de candeeiro. “Ambos são invenções, podem ser pressentidos ou imaginados. Ao elaborar seus retratos lhes roubamos a identidade ou os deixamos sem rostos. Reinventamos suas almas. Partilhamos solidões preenchidas por vazios e imagens reinventadas em intervalos poéticos”, explica Guisande.

Amor

Foi Por Esse AMOR traz a relação entre pai e filho em diversas circunstâncias, do amor de ambos pelo carnaval até as dúvidas e medos da infância, juventude e velhice, da rivalidade no futebol – António (Bahia) e João (Vitória) -, as canções que os movem, da vida após aposentadoria ao amor que rege esse encontro, “afinal de contas, não há sonho mais lindo do que vossa terra, não há”.

Marcam presença também na encenação, três “personagens” que migram dos espetáculos “Amnésis” e “Lembranças da Bahia” – espetáculos que Guisande esteve como ator – e funcionam como fios condutores da dramaturgia, são eles: um vendedor de picolé, um artista de rua, e um esquizofrênico.

Trazendo a poética do teatro documentário, pai e filho também são personagens e ainda interpretam familiares. “O espetáculo traz memórias afetivas, revela a minha baianidade através de personagens que fizeram e fazem parte da minha vida familiar e cotidiana”, realça o pai de João Guisande, ao acrescentar que existe vida após a aposentadoria “e vida criativa”.

O espetáculo é um projeto de continuidade da pesquisa do ator João Guisande no campo da improvisação, contação de histórias, memórias afetivas e criativas do mesmo. “Foi por esse AMOR é um texto que nasce da vontade de ser pai à saudade de ser filho. Compreendo que nossas histórias são as mais preciosas”, realça Guisande.

Ficha Técnica

Retratos Imorais

Direção: Moncho Rodriguez

Texto: Ronaldo Correia de Brito

Interpretação: João Guisande

Cenário e Figurino: Moncho Rodriguez e João Guisande

Iluminação: Allison de Sá

Assessoria de Comunicação: Thèâtre Comunicação – Rafael Brito

Produção: Fernanda Beltrão e João Guisande

Ficha Técnica

Foi Por Esse AMOR – Uma Comédia Familiar

Direção e texto: João Guisande

Interpretação: João Guisande e Antônio Roque

Iluminação: Allison de Sá

Direção musical: Ronei Jorge

Assessoria de Comunicação: Thèâtre Comunicação – Rafael Brito

Produção: Fernanda Beltrão e João Guisande

Agenda

O quê: Retratos Imorais – solo com João Guisande

Quando: 14 e 21 de abril – sábado, às 19

Onde: Espaço Cultural da Barroquinha

Endereço: Rua do Couro, s/ n – Barroquinha

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]