IPTU de Feira de Santana pode ser pago com 20% de desconto até o dia 4 de abril de 2019

Vista do Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana (PMFS).

Recursos financeiros arrecadados com o pagamento do IPTU de Feira de Santana são utilizados na modernização da infraestrutura urbana e reflete na melhoria do bem-estar da comunidade.

Os contribuintes que optarem pelo pagamento em parcela única do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Feira de Santana até quinta-feira (04/04/2019) terão direito a 20% de desconto no valor do tributo, informa Expedito Eloy secretário municipal da Fazenda.

“Além da atraente modalidade do pagamento em cota única do IPTU com desconto de 1/5 do valor, os contribuintes têm a opção de realizar o pagamento parcelado do tributo. Mas, neste caso, perde o vantajoso desconto”, explica Expedito Eloy.

A Secretaria Municipal da Fazenda de Feira de Santana (SEFAZ) disponibiliza canais para esclarecer dúvidas dos contribuintes, a exemplo dos números de telefone (075)3602-8427, 3602-8433, 3602-8453, 3602-8435 e 3602-8412, do e-mail [email protected], ou por meio de atendimento pessoal no Centro de Entendimento ao Feirense (CEAF), órgão situado na Rua Barão de Cotegipe.

Os contribuintes que não receberam o carnê podem ter acesso através da internet por meio do link: http://www.sefaz.feiradesantana.ba.gov.br/?pg=servicosonline&iptu=1&tipo_inscricao=atual

Sem aumento

A gestão municipal não promoveu aumento do valor do tributo em relação a 2018, mas repuseram a perda inflacionária e apenas os imóveis que passaram por ampliação tiveram os valores corrigidos.

Destinado ao investimento

A gestão municipal do prefeito Colbert Martins Filho destaca que os recursos financeiros arrecadados com o pagamento do IPTU são utilizados na modernização da infraestrutura urbana e reflete na melhoria do bem-estar da comunidade.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).